19/05/2017 às 09h26min - Atualizada em 19/05/2017 às 09h26min

UTC foi criado a partir da fusão de duas entidades recreativas

VINÍCIUS ROMARIO - REPÓRTER
Da Redação
Clube administrou a Praça de Esportes que pertencia ao Estado

O Uberlândia Tênis Clube (UTC) foi criado em 15 de abril de 1943, com a fusão do Uberlândia Clube e Associação Atlética Uberlândia, que realizavam suas atividades numa área onde hoje funciona a Escola Estadual Bueno Brandão, na Praça Tubal Vilela. O Uberlândia Clube daquela época nada tem a ver com o Uberlândia Clube de hoje, que funciona na Rua Santos Dumont, e que surgiu bem depois.

Onde hoje funciona o UTC, existia uma área da Prefeitura Municipal que passou a servir a Praça de Esportes Minas Gerais em convênio com o Estado. Para utilizar a área, da fusão Uberlândia Clube/Associação Atlético Uberlândia nasceu o UTC, através de concessão do Estado para administrar a Praça de Esportes Minas Geral, que o governo estadual da época criou em vários municípios.

Criou-se então um tripé, com o município permanecendo dono da área, o Estado dono da Praça de Esportes Minas Gerais, e o UTC assumindo a administração da Praça de Esportes. Em 1978 o município doou toda a área ao Estado. Assim, a Praça de Esportes ficou dona de todo o patrimônio físico, e o UTC manteve a concessão administrativa.

Na época quase nada existia. Com o surgimento do UTC, em 1943, a Praça de Esportes Minas Gerais foi ganhando melhorias, hoje com toda a sua área física ocupada com obras diversas. Dois nomes projetaram o UTC no cenário estadual e até nacional: Boulanger Fonseca e Silva, um abnegado do esporte uberlandense, foi o primeiro presidente. Alguns anos depois assumiu Eugênio Pimentel Arantes, que dirigiu o clube por longos anos. Os dois, seguidos por outros dirigentes, deixaram a marca do crescimento no UTC.

Em 2005, o Estado resolveu transferir para os municípios todas as praças de esportes criadas por ele na década de 40. Uberlândia recebeu do Estado a doação da Praça de Esportes Minas Gerais, com toda a sua área e benfeitorias. Assim, a Praça de Esportes Minas Gerais continuou existindo, mas desta vez, pertencente ao Município de Uberlândia, que, por sua vez, renovou a concessão de administrá-la ao Uberlândia Tênis Clube, que na prática existe juridicamente, mas não tem patrimônio.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »