22/03/2017 às 09h51min - Atualizada em 22/03/2017 às 09h51min

Concursos são uma opção para divulgar banda

Venosa e Minimal participam do concurso internacional EDP Live Bands

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Da Redação
A banda Venosa, prestes a lançar CD, conta com apoio dos fãs para o EDP Live Bands

Concursos para apresentação em grandes festivais ainda são uma boa opção para bandas que querem conquistar um público maior e atravessar fronteiras mostrando suas próprias músicas. Dois representantes de Uberlândia, Venosa e Minimal, concorrem a uma vaga no festival europeu Nos Alive’17 por meio do concurso EDP Live Bands, que teve no ano passado a banda uberlandense Goma na final. Tanto Minimal quanto Venosa  participaram do  “Temos vagas” para apresentação no Lollapalooza, no final do mês em São Paulo.

Os integrantes da Venosa são conhecidos da velha guarda do rock uberlandense, mas com este nome atuam desde 2009 mantendo a mesma formação desde 2011: Hugo Barata (vocal), Marlon Xavier (guitarra), Diogo Machado (baixo), Guilherme Vidal (teclado) e João Guerra (bateria). “Somos criteriosos com concursos. Demandam energia e foco. Nos preocupamos em contar com a ajuda das pessoas, em situações que valem a pena. Não queremos chegar ao ponto de incomodá-las para votar. Também consideramos que existe um momento certo para isso. Não adianta vencermos um concurso desse porte e não termos o que oferecer paro o público fora do palco e agora, com nosso CD quase pronto, é este momento”, diz o tecladista Guilherme Vidal.

Para Laura Rogalli (vocal), Rafael Mendonça (guitarra), Cláudio Rocha (bateria), Lesther Cassimiro (violino) e Renato Torrone (baixo), da banda Minimal, na estrada há pouco mais de dois anos, participar de grandes festivais é sempre uma expectativa de dar um grande passo. “Tanto o Lolla quanto o Nos Alive carregam o sonho de dividir o palco com bandas que são nossas maiores influências. Estar entra as 50 mais votadas no Lolla já é válido, pois percebemos o carinho que temos recebido de tantas pessoas que nos acompanham. Estamos na expectativa do EDP, espero que possamos mostrar melhor o nosso trabalho indo para próxima fase e nos apresentando ao vivo para os jurados”, disse Laura Rogalli. A banda concorre com a música “Friendly”, do EP “Crush”.

 

DIFERENÇAS

Premiação parece a mesma, mas não é

Se a Minimal ou Venosa vencessem  o “Temos Vagas” tocariam no Lollapalooza, no primeiro horário. Mas quem levou a melhor foi a Kilotones, de Ribeirão Preto (SP) que terá que contar com a sorte para ser vista por um público grande e pela mídia especializada. Terá que bancar todos os custos da viagem (passagens, alimentação, hospedagem). Não deixa de ser um investimento e alto. Já se Minimal ou a Venosa vencer o EDP Live Bands, além de se apresentar em Portugal também com grandes nomes da música mundial, terão tais despesas bancadas pelos organizadores, o que faz muita diferença.

“O EDP Live Bands é um concurso sensacional por vários aspectos. A premiação é almejada por qualquer banda. Levar seu som pra Europa, ter um disco gravado pela sony e a seriedade da organização fica nítida quando você olha quem são os apoiadores. Além de a mecânica fornecer uma avaliação justa. São três etapas envolvendo voto popular e júri técnico desde o início. Já no ‘Temos vagas’ sabíamos que seria quase uma loteria. Consistia em apenas duas etapas, voto popular e depois júri técnico”, disse Guilherme Vidal, tecladista da Venosa. No EDP Live Bands eles concorrem com a música “Quem tá perdendo”.

SERVIÇO
Para votar na banda Minimal no EDP Live Bands:

https://edplivebands.edp.com.br/banda/minimal

Para votar na banda Venosa no EDP Live Bands:
https://edplivebands.edp.com.br/banda/venosa


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »