20/03/2017 às 09h42min - Atualizada em 20/03/2017 às 09h42min

Balé de Rua abre suas portas com A Fábrica

Projeto recruta diferentes profissionais para atuarem junto com a companhia

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Imagem do espetáculo “Baila, Brazil”, um dos mais recentes do Balé de Rua

Em mais de 20 anos de existência a Cia. Balé de Rua é uma das referências na dança de rua uberlandense. Por isso, seu destaque extrapolou fronteiras e o grupo dirigido pro Fernando Narduchi tem levado o nome da cidade longe. Já se apresentaram na Europa, Estados Unidos, Austrália e Ásia. Agora a companhia investe em um novo projeto e para isso precisará de mais profissionais.

O Balé de Rua trabalha em uma nova proposta com o projeto A Fábrica, que está aberto a artistas das mais diversas áreas com pelo menos dois anos de experiência e idade mínima de 16 anos. Segundo Narduchi são bem-vindos artistas da dança em todas as suas modalidades, teatro, música popular e erudita e ainda artistas de circo, cenógrafos, figurinistas, iluminadores e sonoplastas. “A ideia foi do nosso coreógrafo Marco Antônio Garcia. Percebemos que ficamos fechados por muito tempo e agora queremos agregar outros artistas nesse projeto para fazer algo bem bacana”, disse Narduchi.

A Fábrica tem como principais objetivos a produção de Arte e Cultura e o crescimento artístico de todos os interessados. Para isso, almeja criar oportunidades de troca através de processos de criação com a Cia Balé de Rua e seus 25 anos de trajetória. A criação e produção de espetáculos envolve também uma série de outros profissionais que serão também bem-vindos: produtores culturais, publicitários, jornalistas, fotógrafos, cinegrafistas, artistas plásticos, artesãos e pensadores de um modo geral que queiram se envolver na pesquisa e criação de trabalhos em artes cênicas.

O projeto será desenvolvido sob a direção Artística de Marco Antônio Garcia, fundador, coreógrafo residente e criador de todas as produções da Cia Balé de Rua e supervisão de Narduchi, também fundador da Cia.

A Fábrica marca a abertura das portas da Cia. de Dança Balé de Rua não somente para criação de um corpo de baile mas também para criação e desenvolvimento da dança como um todo em projeto fixo em Uberlândia.

SERVIÇO

O QUE: Inscrições para participação no projeto A Fábrica

QUEM: Cia Balé de Rua

QUANDO: até o final de março, pessoalmente às segundas, quartas e quintas-feiras das 20h às 21h na Escola Estadual Alice Paes (R. Jerônimo Martins do Nascimento, 309, bairro Bom Jesus)

PÚBLICO ALVO: profissionais das áreas de artes, comunicação e produção cultural em geral

INFORMAÇÕES: [email protected] e [email protected].


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »