07/03/2017 às 08h41min - Atualizada em 07/03/2017 às 08h41min

Consórcio aguarda Estado firmar contrato de custeio e entregar o restante de ambulâncias para iniciar operação

Walace Torres - editor
Estado ainda precisa entregar 26 ambulâncias de suporte básico que já foram adquiridas e equipadas

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na Região Ampliada de Saúde (RAS) Triângulo Norte, que compreende Uberlândia e outros 26 municípios, ainda não tem data para entrar em funcionamento. O Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência da Macrorregião do Triângulo Norte (CISTRI), que gerencia a implantação do serviço, só aguarda uma posição do Governo do Estado em relação às pendências sobre repasse de verbas e a entrega do restante das viaturas.

A maior parte da verba de custeio será do Estado, pouco mais de R$ 2 milhões mensais. Outros R$ 700 mil virão da União e o restante, cerca de R$ 400 mil, dos municípios integrantes do consórcio.

O convênio para a implantação do Samu no Triângulo Norte foi firmado em dezembro de 2015 e previa o repasse de R$ 6,8 milhões para aquisição de equipamentos (médico, resgate, treinamento, cirúrgico, informática, mobiliário), materiais de consumo (limpeza, escritório, informática, medicamento, médico-hospitalar), serviços de terceiros (telefonia, gráfico, sistemas, sinalização, fornecimento de gases) e veículos. Desse total, o Estado já repassou R$ 4,6 milhões restando ainda uma parcela de R$ 2,2 milhões. O Estado ainda investiu outros R$ 3,87 milhões na compra das 31 ambulâncias.

Até agora, apenas cinco ambulâncias já chegaram a Uberlândia, que será a Central de Regulação de Urgência. Essas ambulâncias são Unidades de Suporte Avançado (USA), consideradas UTIs Móveis, equipadas com aparelhos capaz de realizar pequenos procedimentos cirúrgicos e transportar pacientes de alto risco. Outras 26 ambulâncias são do tipo Unidades de Suporte Básico (USB) e já foram adquiridas e equipadas, mas ainda não foram entregues ao consórcio.

O Diário do Comércio entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde, que, em nota, informou que o contrato de custeio será assinado após discussão dos valores, uma vez que os salários do Samu Triângulo Norte são superiores aos praticados atualmente nos contratos de prestação de serviço vigentes entre o Estado e os demais consórcios regionais.

Em relação à parcela que ainda falta do convênio de implantação, a Secretaria esclareceu que “está trabalhando para viabilizar financeiramente a continuidade da implantação do Samu 192 Triângulo Norte”. Sobre as 26 ambulâncias, a informação é que só falta acertar a data de entrega com o consórcio. A Secretaria de Estado de Saúde informou ainda que a implantado do serviço em todas as regiões está sendo feita por etapas. Em fevereiro, foi assinado um contrato para implantação do Samu na região Oeste até o fim de abril. “O próximo passo será a otimização do processo de implantação do Samu no Triângulo Norte”, cita a nota, dando como previsão até o fim do ano.

 

Reunião

 

O atual presidente do CISTRI e prefeito de Monte Alegre de Minas, Último Bitencourt de Freitas, disse que esta semana um representante do consórcio estará discutindo essas questões em Belo Horizonte. Com a mudança na gestão das prefeituras, a Secretaria Executiva do CISTRI também sofreu alterações. “Assim que o Estado firmar o compromisso com o custeio, teremos condições de colocar o Samu em funcionamento”, disse. Ele informou ainda que, devido à demora, todo o pessoal que irá atuar no Samu e que já havia feito uma capacitação ano passado terá que passar novamente por treinamento. “É um serviço complexo, as pessoas têm que estar bem capacitadas”, disse.

 

Consórcio

Cidades contribuem com R$ 0,20 por habitante

 

O Samu no Triângulo Norte irá atender a uma população de aproximadamente 1,27 milhão habitantes. Desde o início do processo de implantação, cada município contribui com R$ 0,20 per capta todo mês. A diferença do serviço implantado na região para outras localidades é justamente o fato de ser um serviço regional e não apenas onde um município banca sozinho.

Ao todo, são 22 bases descentralizadas em 17 municípios, sendo cinco delas em Uberlândia. Essas bases funcionam em conjunto com o Corpo de Bombeiros. Além de Uberlândia, os municípios de Araguari, Ituiutaba, Monte Carmelo e Patrocínio também já têm unidades de saúde de referência para receber pacientes, dependendo do tipo de situação. A alta complexidade será atendida no Hospital de Clínicas da UFU.

Uberlândia terá 10 ambulâncias, sendo duas Unidades de Suporte Avançado. A Central de Regulação de Urgência já está implantada na sede da 9ª Região Integrada de Segurança Pública.

 

(((arte)))

 

Municípios que integram Samu Triângulo Norte

 

Abadia dos Dourados ; Araguari; Araporã; Cachoeira Dourada; Campina Verde; Canápolis; Capinópolis; Cascalho Rico; Centralina; Coromandel; Douradoquara; Estrela do Sul; Grupiara; Gurinhatã; Indianópolis; Ipiaçu; Irai de Minas; Ituiutaba; Monte Alegre de Minas; Monte Carmelo; Nova Ponte; Patrocínio; Prata; Romaria; Santa Vitória; Tupaciguara; Uberlândia

 

 

Distribuição de ambulâncias

 

REGIÃO AMPLIADA DE SAÚDE

REGIÃO DE SAÚDE

Município

Bases Descentralizadas

USA

USB

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Araguari

1

2

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Araporã

   

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Cascalho Rico

   

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Indianópolis

   

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Monte Alegre de Minas

 

1

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Nova Ponte

 

1

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Prata

 

1

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Tupaciguara

 

1

Triângulo do Norte

Araguari/Uberlândia

Uberlândia

2

8

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Cachoeira Dourada

   

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Campina Verde

 

1

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Canápolis

   

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Capinópolis

 

1

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Centralina

 

1

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Gurinhatã

 

1

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Ipiaçu

   

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Ituiutaba

1

2

Triângulo do Norte

Ituiutaba

Santa Vitória

 

1

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Abadia dos Dourados

   

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Coromandel

 

1

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Douradoquara

   

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Estrela do Sul

 

1

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Grupiara

   

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Iraí de Minas

 

1

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Monte Carmelo

 

1

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Patrocínio

1

1

Triângulo do Norte

Patrocínio/Monte Carmelo

Romaria

   

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »