03/03/2017 às 08h29min - Atualizada em 03/03/2017 às 08h29min

RESENHA ESPORTIVA POR ALBERTO GOMIDE

A luta no futsal e futebol feminino

Juscelina Maria Batista Domingues (foto), há anos, é uma pioneira e lutadora no futsal e futebol feminino em Uberlândia. Com outras pessoas, está sempre procurando desenvolver esse esporte, montando equipes e realizando torneios, buscando também aumentar o número de adeptas. Segundo Juscelina Domingues, o ano de 2016 foi diferente para o futsal e futebol feminino da região. “Tivemos a criação de várias ligas femininas, pessoas com o mesmo objetivo de melhorar o calendário se juntaram e se organizaram montando ligas independentes”, disse. “Aqui em Uberlândia não foi diferente. Equipes antes rivais hoje trabalham juntas para que o futsal feminino tenha mais calendário, e também engrossam o coro de melhorias para a modalidade”, comenta. Segundo ela, para 2017, o importante é que essas parcerias se fortaleçam e que novos talentos surjam. Este ano, pela primeira vez, vamos investir numa equipe para disputar os Jogos Escolares de Minas Gerais, com meninas de 15 a 17 anos”, ressalta a técnica. Diz ainda Juscelina Domingues que, com a volta dos Jogos do Interior de Minas Gerais (JIMI), esse esporte fortalece o trabalho de vários novos treinadores que surgiram em 2016, pois novos talentos servirão de base para essas seleções. Em abril teremos a Copa Futel de Futsal e vamos ter a noção exata do crescimento da modalidade em Uberlândia. Não podemos esquecer do futebol de campo, que vive revelando talentos para o futebol brasileiro. Semana passado mesmo, a atleta Bruna Rosa foi contratada pela equipe do Vitória de Santo Antão, equipe de Pernambuco, para a temporada 2017. “Com a nova direção da Futel, estamos esperançosas de um apoio maior para a modalidade e projetar ainda mais o futsal e o futebol feminino em Uberlândia”, finalizou.

 

Dentil/Praia busca recuperação

 

Faltam três rodadas para fechar o returno da Superliga Feminina de Vôlei 2016/2017. No turno o Praia conseguiu 8 vitórias e 3 derrotas. Agora, no returno, em 8 rodadas, tem sete vitórias e uma derrota. Como a derrota foi para o Osasco, na rodada passada, as praianas entram em quadra, amanhã (4), às 14h10, na Arena Praia, buscando recuperação diante do Minas Tênis. Na classificação geral, o Rexona/Rio lidera com 53 pontos (19 jogos), seguido por Osasco com 45, Dentil/Praia com 43 e o Minas Tênis com 39 pontos, todos com o mesmo número de partidas.

 

Cinasca entra na rota dos circuitos

 

O Circuito Nacional de Sinuca (Cinasca ) foi criado há anos pelo Praia Clube, para que os praticantes da modalidade tenham um calendário oficial ao longo de cada temporada. O Cinasca é disputado em intercâmbio com outros clubes sociais esportivos de Minas e de outros Estados, principalmente Distrito Federal, São Paulo e Goiás. A Confederação Brasileira de Bilhar e Sinuca é a entidade nacional que rege os esportes do bilhar, ou seja, todas as atividades desportivas praticadas em mesas com o uso de tacos e bolas. Portanto, sinuca, snooker, mata-mata, pool, e outros não são a mesma coisa. No Praia Clube, a sinuca entra 2017 já se preparando para as competições, que serão muitas ao longo da temporada, incluindo as várias etapas da Cinasca.
 

Judô mira novas conquistas em 2017

 

O judô no Praia Clube iniciou suas atividades em 1984, com o professor Tadeu Melazzo. O primeiro título nacional veio em 1998 no Campeonato Brasileiro Infanto Juvenil. Já a primeira conquista internacional ocorreu em 2006, no Campeonato Pan-Americano, na Venezuela, com a atleta Patrícia Resende Lopes Lau. Desde então, o Praia Clube figura entre as melhores equipes de Minas Gerais e do Brasil, com vários títulos em nível nacional. Há anos, o judô no clube é comandado pelo professor Juarez Garcia Nunes Filho, dono de uma vasta galeria de troféus na modalidade.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »