03/03/2017 às 08h09min - Atualizada em 03/03/2017 às 08h09min

COLUNA PRATOS E FATOS

POR ADRIANA KARIMI MANISH

POR ADRIANA KARIMI MANISH – GESTORA DE QUALIDADE

PERDER PESO OU EMAGRECER

Quando falamos em emagrecer automaticamente associamos aos números na balança como referência. Saiba que não é bem assim.

Emagrecer e perder peso não são sinônimos. São conceitos muito mais complexos. Perda de peso = Peso corporal total menos massa magra (músculos), menos tecido adiposo (gordura), menos retenção hídrica (água).

Emagrecer = Perda do tecido adiposo (diminuição da gordura no corpo).

Ainda não se convenceu que dá para emagrecer sem perder peso? A principal confusão é ter uma visão equivocada, pois uma pessoa pode perder peso sem necessariamente emagrecer. Em alguns casos pode acontecer de reduzir o peso na balança e engordar porque a quantidade de gordura corporal ao invés de diminuir, aumentou. Sem dúvida o mais saudável é emagrecer ao invés de perder peso, uma vez que é a quantidade de gordura em excesso que traz vários riscos de problemas de saúde, juntamente com um enorme desconforto estético.

Por exemplo, podemos ter dois indivíduos do mesmo sexo, com a mesma altura e o mesmo peso na balança, porém um aparentar ser mais obeso. Por que isso acontece? Simplesmente porque um tem mais gordura do que músculos. E a gordura é mais densa, ou seja, ocupa mais espaço.

Lembra daquela brincadeira de criança que perguntava “O que pesa mais um quilo de algodão ou um quilo de ferro?” Ambos pesam o mesmo tanto, um quilo, porém um ocupa mais espaço do que o outro. Assim também ocorre com os nossos músculos e gorduras. A gordura corporal ocupa muito mais espaço do que o músculo. Portanto quem tem mais percentual de gordura que músculo obviamente aparentará mais volumoso.

Agora que você entendeu que a balança é uma mera coadjuvante nessa história, você deve estar se perguntando, mas como conferir resultados?

Observe as medidas. Meça sua cintura, braços, pernas e quadris e vá comparando ao longo do tempo. Verifique se aquela blusa ou calça voltaram a entrar. Se sim você está no caminho certo.

Perda de peso não é a forma mais segura e saudável de medir resultados. Muitas vezes as pessoas optam por dietas radicais e chegam a ficar horas a fio sem se alimentarem. Para quem acha que esse é o segredo para emagrecer, saiba que alguns estudos mostram que pessoas que buscam reduzir medidas apenas à base de dieta chegam a ter 50% da redução do peso vinda da perda de massa muscular.

A perda de massa muscular não é vantajoso como alguns costumam ver ou mesmo sacrificar em prol da redução do percentual de gordura ou do peso corpóreo. A redução da massa muscular pode ocasionar malefícios tanto físicos quanto metabólicos. Do lado metabólico, talvez mais importante, associam-se fatos, tais quais a diminuição do funcionamento do metabolismo, redução de taxas hormonais anabólicas, maior risco de Diabete TII, menor capacidade física (força, explosão muscular, etc) entre outros. Já do lado físico, que também é importante, podem ser vistos prejuízos nos quesitos de delineação da musculatura, aparência de flacidez e falta de músculos, desproporções, celulite e outros tantos.

Portanto comece a pensar mais na sua saúde e pare de buscar resultados imediatistas que só trazem dados a saúde. A redução de medidas, ou seja, a redução de gordura no corpo e o ganho de massa magra leva tempo. Então tenhamos paciência para garantir resultados sólidos. O mais indicado para quem está a fim de emagrecer, ou seja, reduzir medidas é a Reeducação alimentar associada a uma atividade física.

 

Entenda o seu metabolismo!

Reeducação alimentar, aliada à prática de exercícios físicos são realmente as melhores maneiras de emagrecer de forma efetiva. Juntas, elas aceleram a transformação das calorias dos alimentos na energia necessária para realizar as tarefas do corpo (como respirar, bombear oxigênio aos músculos, etc), proporcionando a queima da gordura. Quanto mais músculos, mais trabalho corporal, mais queima de gordura e mais rápido será o metabolismo.

Se seu objetivo é emagrecer ou ganhar massa magra, que tal pôr em prática algumas destas dicas para acelerar seu metabolismo? Consulte sempre um profissional para avaliação e orientação, antes de iniciar uma atividade física.

Faça algum tipo de musculação: A prática de musculação gera queima calórica alta e aumento do tecido muscular que trabalha na queima de energia, acelerando o metabolismo.

Beba água gelada: Além de atuar no transporte de vitaminas e minerais, a água acelera um pouco mais o metabolismo, já que o corpo trabalha para deixá-la na temperatura normal.

Consuma mais proteína: Alimentos ricos em proteína, como carnes, leite e ovo, são mais difíceis de serem digeridos do que carboidratos e gorduras. Por esse motivo, a digestão de proteínas consome mais calorias, e aumenta o metabolismo.

Tome o café da manhã e não fique muito tempo sem comer: Pular refeições faz o corpo "economizar" energia, atitude que dificulta a perda de gordura. Fracionar as refeições, além de fazer com que o corpo trabalhe mais, evita exageros alimentares.

Controle o estresse e a ansiedade: O estresse faz com que o corpo secrete níveis altos de cortisol, hormônio que contribui para o acúmulo de gordura abdominal e aumenta a fome.

Durma bem: Dormir pouco descontrola a produção de cortisol, hormônio que favorece o acúmulo de gordura abdominal. O ideal é investir de 6 a 8 horas de sono por noite.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »