31/01/2017 às 10h38min - Atualizada em 31/01/2017 às 10h38min

Vitória e evolução

Camargo Neto

 

O Uberlândia Esporte estreou no campeonato mineiro com vitória, como eu previa, mas sofreu bastante e só conseguiu vencer porque evoluiu dentro do jogo com as mudanças feitas pelo técnico Catanoce. O time não criava boas jogadas ofensivas e como consequência tinha poucas possibilidades de fazer o gol. Foi assim durante todo o primeiro tempo e até os 15 minutos do segundo, quando Catanoce substituiu o meia Juninho Arcanjo por outro meia, Marco Goiano. A coisa começou a melhorar, o que tinha acontecido nos amistosos preparatórios. Melhorou mesmo quando Catanoce trocou os volantes, tirando João Paulo e pondo em campo Eivelton, aos 25 minutos. Aí o Uberlândia passou a dominar as ações e criar seguidos ataques perigosos contra o Tricordiano. Finalmente, aos 34 minutos, o meia-atacante Jeferson Berger entrou no lugar do meia Alê e o time acabou de ganhar qualidade ofensiva, agressividade consciente. Berger deu sorte também, o que faz parte, aos fazer o gol, após cobrança de corner aos 35. As rádios América e Vitoriosa transmitiram o jogo e eu prestei bastante atenção para ir identificando, como comentarista esportivo, alguns pontos importantes que narradores e repórteres diziam. O principal deles, que eu já tinha visto no amistoso contra o Vila Nova de Goiânia no Estádio Parque do Sabiá: Não dá para o técnico Catanoce insistir com dois primeiros-volantes como João Paulo e Bruno Moreno. Ficam os dois mais presos ao setor defensivo por serem marcadores especialistas, o que compromete a passagem do jogo da defesa para o ataque. Com Eivelton fica melhor pela versatilidade e qualidade técnica, pois é um volante que marca bem, mas que passa à frente, ajudando a armar e a chegar ofensivamente. Marco Goiano já tinha entrado em amistosos no lugar de Juninho Arcando e melhorado a criação de jogadas, como voltou a acontecer domingo. E Jeferson Berger já foi opção do técnico em amistoso como titular. Contra o Tricordiano voltou a entrar bem e ainda deu sorte para estar no lugar certo e no momento certo. Considero tudo isto absolutamente natural. Não tem nenhum time já totalmente pronto. O Catanoce já disse várias vezes que não tem titular garantido e que os reservas podem conquistar a titularidade. É um técnico experiente e que tem a confiança de seus jogadores. Por isto entendo que o melhor em Muriaé foi a vitória e que a melhor produção do Uberlândia só será atingida lá pelo quarto ou quinto jogo. Contra o Democrata de Valadares, domingo próximo, já deve ser melhor do que foi em Muriaé. 

Sem surpresas

O campeonato começou sem surpresas. Quem leu a minha coluna de estreia aqui no Diário do Comércio de sábado último, sabe que previ o que aconteceu em todos os jogos. Não me considero tão bidu para acertar sempre, mas isto é possível para um comentarista que acompanha com atenção o que está acontecendo, no caso na pré-temporada.   Seis times venceram e ocupam, aplicados os critérios de desempate do regulamento do campeonato, as primeiras colocações, todos com três pontos ganhos. Pela ordem, América, Cruzeiro, Atlético, Tombense, Uberlândia e URT. Os outros seis perderam e, pela ordem, todos sem ponto, estão classificados assim: Villa Nova, América de Teófilo Otoni, Caldense, Tricordiano, Tupi e Democrata. O Atlético teve muita dificuldade diante do América-TO no Mineirão e ganhou com gol de pênalti, marcado por Fred. Eu e muita gente não marcaria. O Márcio Rezende disse na Globo que conforme recente interpretação da regra, pela Fifa, o árbitro Gabriel Murta acertou. Eu, hein? O América, com esquema de jogo equivocado do técnico Enderson Moreira, sofreu com o Democrata, apoiado por sua torcida e mandado jogar pelo técnico Eugenio Souza até marcando a saída de bola americana e pelos flancos, onde a marcação era deficiente. No segundo tempo o técnico do Coelho foi mudando para um feijão com arroz e ganhou jogo por 2 a 0. O Cruzeiro também sofreu com a aplicação do Villa Nova, mas o técnico Mano Menezes foi fazendo trocas inteligentes e conseguiu vencer por 2 a 1. O Tombense ganhou de 1 a 0 do Tupi em Juiz de Fora. Normal. E a URT venceu a Caldense, em Patos de Minas, por 1 a 0. Bom para a URT, por enquanto.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »