18/10/2017 às 18h46min - Atualizada em 18/10/2017 às 18h46min

Encontro no TCE

ADEMIR REIS | COLUNISTA
Foto: Secom/PMU/Divulgação

 

O prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão (PP), teve hoje uma audiência com o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Cláudio Terrão, apresentando documentos recebidos da administradora Gradual Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Imobiliários, informando mais um prejuízo do Ipremu.

 

QUEBROU

 

A Gradual apresentou à Prefeitura o fechamento do Fundo Sculptor Crédito Privado por iliquidez, R$ 18 milhões em recursos dos servidores perdidos nesta operação, além de outros R$ 22 milhões em outros fundos perdidos em 2017.

 

PROVIDÊNCIAS

O desembargador Cláudio Terrão disse a Odelmo Leão que a situação é muito séria e que uma equipe do TCE será enviada à Uberlândia para avaliar os investimentos de alto risco que foram feitos no Ipremu entre 2013 e 2016, que até motivaram uma CPI na Câmara Municipal de Uberlândia.

 

DISPUTA ACIRRADA

E a disputa para a eleição que irá escolher a nova diretoria do Sindicato Rural, na sucessão da comandada por Thiago Fonseca, esquenta cada vez mais. Pela primeira vez na história do sindicato, 50% a 50% entre Paulo Roberto Cunha e Gustavo Galassi. Até mesmo uma Comissão Especial Eleitoral foi criada.

 

NOVO UTC

O Uberlândia Tênis Clube, um dos mais tradicionais da cidade, reabre suas portas em dezembro próximo, após passar por reformas de recuperação. Luiz Carlos Ferreira Arantes, o “Luizão”, da Futel, será o novo administrador do clube. Competente a toda prova.

 

EXCLUÍDOS

A agenda de Lula em Minas gerou insatisfações no PT na região. Todos queriam uma casquinha, mas o ex-presidente irá percorrer apenas 12 cidades nos sete dias que ficará no Estado, de 23 a 30 deste mês. Na terça, petistas manifestaram suas indignações quando postei no Facebook o roteiro, sem o Triângulo.

 

SOBE

Todas as atenções do meio político da região estão voltadas para a visita que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) fará amanhã a Uberlândia. A partir das 14h, ele participará, na CDL, de debate para 400 convidados do G7. Na sexta vai a Uberaba, onde fará palestra de manhã e à tarde falará ao povo.

 

DESCE

E infelizmente o Congresso Nacional não anda e, consequentemente, o País também não. Deputados esperam decisão da CCJ sobre a denúncia contra Temer. No Senado, mesmo depois de “perdoado”, o assunto ainda é Aécio. Não se vota nada, não se discute nada. E adianta reclamar? Claro que não.

Relacionadas »
Comentários »