03/05/2022 às 08h00min - Atualizada em 03/05/2022 às 08h00min

LNF: Futsal do Praia vence fora de casa

ALBERTO GOMIDE
O time do Praia Clube conseguiu no domingo a sua terceira vitória no campeonato da Liga Nacional de Futsal, a primeira fora de casa (foto). Com um gol do pivô Barbosinha, ainda no primeiro tempo, o Praia soube garantir a vantagem na etapa complementar e saiu vitorioso no confronto deste domingo à noite com o Joaçaba, no Ginásio Professor Edinho, na cidade catarinense de Joaçaba. Na segunda etapa, os donos da casa tentaram reagir para buscar o resultado, mas os praianos mantiveram uma postura firme na marcação, dificultando as ações ofensivas insistentes do adversário. Com a vitória o time comandado pelo técnico Wesley Lima Ezabo, o Alemão, subiu para o 7º lugar na classificação, com 9 pontos. 

O Praia já fez cinco jogos, ganhou três e perdeu dois; marcou 12 gols e sofreu 8, tem um saldo de 4 gols. O próximo adversário do Praia Clube será o líder Magnus/Sorocaba, que tem 11 pontos em 5 partidas, 3 vitórias e 2 empates. Até agora o Praia obteve estes resultados: perdeu na estréia de 3x1 para o Marechal Cândido Rondon (PR), fora de casa; goleou o Campo Mourão (PR) por 5x0, em casa; perdeu de 4x2 para o Joinville (SC) fora de casa, venceu de 3x1 o Foz Cataratas (PR), em casa, e anteontem ganhou do Joaçaba (SC) por 1x0, fora de casa. 

DENTIL/PRAIA PERDE 
E É VICE NOVAMENTE 


E o Dentil/Praia Clube não conseguiu conquistar o seu segundo título na Superliga de Vôlei Feminino. No início da temporada, o time uberlandense conseguiu vencer a equipe da capital por cinco vezes. Mas na final da Superliga 2021/2022 o Itambé/Minas Tênis foi à forra e derrotou o Dentil/Praia por 3 a 1 nas duas primeiras partidas do playoff, sagrando-se campeão, evitando o 3º jogo. As parciais do jogo foram 26/24, 18/25, 25/15 e 25/17. Foi o terceiro título consecutivo de Superliga do Minas (2018/20, 2020/21 e 2021/22), o quarto da sua história – levantou a taça em 2001/02 e o quinto brasileiro – foi campeão em 1991/92, quando o campeonato tinha outro nome. O Praia buscava o seu segundo título da Superliga – foi campeão em 2017/2018. Nesta temporada, venceu o Minas em três finais e foi campeão mineiro, do Sul-Americano e da Supercopa. A Copa Brasil 2022 foi vencida pelo Sesi Bauru. Minas e Praia vão se encontrar novamente no Sul-Americano, ainda este mês, aqui mesmo na Arena Sabiazinho, em Uberlândia. Com a nomenclatura de Superliga, a partir de 2012/13, os campeões são o Rio de Janeiro em 2012/13 até 2016/17 (cinco títulos consecutivos); o Praia Clube em 2017/18, e o Minas Tênis Clube em 2018/19, 2020/21, e agora 2021/2022. Em 2019/20 não foi realizado o campeonato devido a pandemia do Covid-19. 

MASCULINO VAI PARA 
TERCEIRO CONFRONTO 


Enquanto a Superliga Feminina foi definida em duas partidas, a Superliga de Vôlei Masculino vai para o 3º jogo entre Fiat/Minas e Sada/Cruzeiro, ambos da capital mineira. O Cruzeiro venceu o primeiro confronto, mas o Minas Tênis ganhou o 2º, em partida emocionante, na Arena Sabiazinho, em Uberlândia, e levou a decisão para o 3º confronto do playoff decisivo do título, que acontecerá no próximo domingo (8), às 11 horas, novamente na Arena Sabiazinho, em Uberlândia. Foi uma partida de tirar o fôlego e decidida no tie-break, o Minas derrotou o Cruzeiro e forçou o novo confronto nas finais. Com parciais de 21/25, 25/22, 25/22, 21/25, o Minas evitou o heptacampeonato do rival e deixou a decisão para o próximo domingo. O Fiat/Minas tem sete títulos: sendo quatro títulos de Superliga (1999/2000, 2000/01, 2001/02 e 2006/07) e três títulos da época em que a Superliga se chamava Campeonato Brasileiro (1984, 1985, 1986). Já o Sada/Cruzeiro vai em busca do hexacampeonato, ele foi campeão em 2011/12, 2013/14, 2014/15, 2015/16, 2016/17 e 2017/18. 

FMF COMEÇOU A 
SEGUNDA DIVISÃO 


A Federação Mineira de Futebol deu início ao Campeonato Mineiro da Segunda Divisão (Módulo-II), com a participação de 12 clubes. Na primeira fase os times jogam entre si em turno único, ficando classificados os 6 melhores colocados para o hexagonal final. Ao final da primeira etapa, os dois últimos colocados serão rebaixados para divisão inferior do campeonato (Terceira Divisão). O hexagonal final será disputado em turno e returno, sendo que campeão e vice sobem para a Primeira Divisão (divisão de elite) em 2023. Os clubes: Betim, Democrata de Sete Lagoas, Nacional de Muriaé, Ipatinga, Aymorés de Ubá, Uberaba Sport, Boa de Varginha, União Luziense de Santa Luzia, Tupi e Tupynambás de Juiz de Fora, Coimbra de Contagem e Varginha. A única equipe da nossa região é o Uberaba Sport, que na primeira rodada ganhou fora de casa do Varginha por 1 a 0, e na segunda perdeu em casa para o Betim por 2 a 1. Na próxima rodada (3ª) o Uberaba joga em Muriaé, sexta-feira (6), contra o Nacional. 


*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Leia Também »
Comentários »