02/07/2017 às 05h10min - Atualizada em 02/07/2017 às 05h10min

Vale Combustível: Benefício em crescimento

TÂNIA MALAMUD | COLUNISTA

Pesquisa realizada pela ValeCard, empresa de meios de pagamento e gerenciamento de frota, confirma que o Cartão Alimentação é o preferido com  61%. No entanto, em relação aos demais benefícios, a novidade é o crescimento pela preferência do Cartão Combustível, utilizado em postos de gasolina somente para abastecimento de veículos, que foi o mais votado, com 15%. Já o Cartão Refeição aparece com 14% e o Cartão Convênio com 8%. Outras modalidades apareceram no levantamento com porcentagens abaixo de 2%. Cerca de 270 pessoas participaram da pesquisa, realizada no site da empresa.

 

Expansão com Raio X

O CheckUp Medicina Laboratorial, com três unidades em Uberlândia e uma em Monte Carmelo, acaba de inaugurar seu quinto endereço, dessa vez na avenida Vasconcelos Costa, no bairro Martins. E como a rede CheckUp ainda tem planos de expansão, a estrutura da empresa está sendo redesenhada e os projetos de comunicação fortalecidos,  para dar suporte ao crescimento de suas filiais.

 

MRV que inova 

A MRV Engenharia foi eleita a empresa mais inovadora no Prêmio Nacional de Inovação - Edição 2016/2017, promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE). O evento deu à MRV a primeira colocação da categoria “Inovação em Processos”, na modalidade de grandes empresas.

Os vencedores foram anunciados nesta semana, durante a cerimônia de abertura da 7ª edição do Congresso Brasileiro de Inovação, em São Paulo.

 

Do virtual para o físico

A partir de agora, quem comprar nas lojas online da Polishop poderá retirar o produto na loja física. Dessa forma, além do varejista aumentar a eficiência de sua operação, o cliente não gasta com frete nem precisa esperar a compra chegar em casa.

Em apenas dois meses de teste do novo serviço, 15% dos consumidores optaram por retirar a compra na loja.Atualmente a Polishop tem 230 lojas espalhadas pelo Brasil, duas delas em Uberlândia, e até o fim de 2017 irá inaugurar mais 20.

 

Procura-se executivos temporários

De acordo com a Page Interim, consultoria especializada em recrutamento, há uma crescente demanda no país por trabalhadores terceiros e temporários. Somente nos cinco primeiros meses deste ano houve um aumento de 70% na contratação de gerentes, coordenadores e especialistas em relação ao mesmo período de 2016. Esses profissionais estão sendo procurados para atuarem em projetos de implementação de sistemas e processos de gestão empresarial, com foco em redução de despesas e melhorias operacionais.

 

Em desenvolvimento

A zona leste de Uberlândia, região mais adensada da cidade, prepara-se para receber um centro de compras e serviços. Com uma área de 112 mil metros quadrados, o espaçoterá 85 lojas, incluindo um supermercado. O stripmall ficará localizado na avenida Anselmo Alves dos Santos, um das vias commaior fluxo da cidade.

 

Hospital excelência

O Santa Genoveva ingressou neste ano naAnahp (Associação Nacional de Hospitais Privados), entidade que representa os principais hospitais particulares de excelência do país. O Santa Genoveva é o primeiro do Triângulo Mineiro a figurar entre o seleto grupo de associados.

 

E-Social obrigatório

As empresas que tiveram faturamento superior a R$ 78 milhões em 2016 já podem se preparar para realizar a inclusão das informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas no e-social – o sistema digital do governo - que passou a disponibilizar o ambiente de testes para as empresas de TI, liberado em 26 de junho até o dia 31 de julho, com a adesão obrigatória a partir de 1° de janeiro de 2018. Para as empresas de outros segmentos, os testes serão a partir de 1º de agosto e para a adesão obrigatória, 1° de junho do ano que vem. Com isso, o governo espera unificar os informes de forma digital e tornar a fiscalização do cumprimento da legislação mais efetiva.

 

Agronegócio recua em Minas

Após encerrar 2016 com crescimento de 8,41%, o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio de Minas Gerais apresentou retração de 0,85% no primeiro trimestre de 2017 em relação ao mesmo período do ano passado. Com base nos dados coletados entre janeiro e março, o PIB do agronegócio mineiro, para 2017, foi estimado em R$ 208,4 bilhões, ante o valor de R$ 210,19 bilhões registrados em 2016. 

Leia Também »
Comentários »