31/12/2021 às 08h00min - Atualizada em 31/12/2021 às 08h00min

Beach Tennis ganha espaço com Baran

ALBERTO GOMIDE
Imagine um esporte que seja um mix de tênis, vôlei de praia, badminton e frescobol. Sim, ele existe e tem conquistado a simpatia dos brasileiros. É o beach tennis, praticado na areia, com regras próprias e campeonatos disputadíssimos. Desde que chegou ao Brasil, em 2008, se popularizou não apenas em cidades litorâneas, mas também em municípios onde sequer há praia, como Uberlândia, por exemplo, que não tem praia, mas tem o Praia.

Tanto é assim, que o Praia Clube possui uma estrutura fantástica para a modalidade, com 21 quadras de areia, e promoveu recentemente um dos maiores campeonatos de Beach Tennis do interior do país, com mais de 500 participantes, divididos em 22 categorias (masculino, feminino e mista). O torneio organizado pelo Praia foi uma forma de socializar e promover a prática do Beach Tennis.

Diante da aceitação da modalidade em Uberlândia, o Praia Clube acertou com André Baran (foto), número um do Brasil e atual oitavo melhor do mundo no beach tennis, para 2022, trazendo com ele o melhor da metodologia de beach tennis para o Praia Clube. Na próxima temporada, ele representará o Praia nas principais competições nacionais e internacionais da modalidade. 

“Tenho certeza que será uma parceria de sucesso. Acredito muito que vamos mudar o esporte de patamar dentro do clube. O Praia Clube tem uma estrutura maravilhosa, eu que já viajei o mundo inteiro não tinha visto uma estrutura como essa. É uma oportunidade incrível, quero deixar um legado no desenvolvimento do esporte para as crianças, adolescentes e também no profissional”, disse André Baran. 

O jogador de 30 anos tem vários títulos nacionais e internacionais no currículo, como Mundial por equipes na Rússia, em 2019, Pan-Americano da modalidade, entre outros. O novo atleta do Praia também vai liderar o time de competição de beach tennis do clube, desde as seletivas até a programação de treinamento e acompanhamento para os torneios.

UBERABA AGORA 
BRIGA PELA ELITE 


O principal clássico do futebol regional – Uberlândia x Uberaba – poderá ser revivido em 2023, isto, se o Uberaba subir e o Uberlândia não cair no próximo ano. O Verdão está na elite e certamente vai permanecer. O Uberaba foi o campeão da Terceira Divisão (Módulo-III) e a meta é subir para a elite em 2023, disputando em 2022 a Segunda Divisão (Módulo-II). Antigamente, Uberlândia x Uberaba era um clássico de verdade em qualquer situação. Hoje nem se enfrentam mais, estão em divisões diferentes. Uberaba Sport e Varginha são as novidades no Módulo-II em 2022. Na final do Módulo-III, o Uberaba perdeu de 1x0 em Varginha e ganhou de virada de 3x2 em Uberaba, sagrando-se campeão do M-III pelos critérios de desempate (melhor campanha na primeira fase). O USC foi salvo no finalzinho do jogo, quando marcou o gol da vitória no jogo de volta. O artilheiro foi Gabriel da Silva Reis, do Varginha, com 12 gols, e na sequência Paulo Henrique Ribeiro, do Uberaba, com 10 gols. 

FELIZ ANO NOVO 

...de modo que os inimigos voltem à amizade, os adversários se deem as mãos e os povos procurem reencontrar a paz, e que a busca da paz vença os conflitos, que o perdão supere o ódio, e a vingança dê lugar à reconciliação. 


*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
 
Leia Também »
Comentários »