23/11/2021 às 08h00min - Atualizada em 23/11/2021 às 08h00min

UDI VÔLEI/PRAIA NA SUPERLIGA B

ALBERTO GOMIDE

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) promoveu recentemente a Superliga C de Vôlei Masculino, envolvendo 29 equipes, na busca de cinco vagas para a Superliga B. As equipes foram distribuídas em cinco grupos, e o campeão de cada grupo ganhou a vaga para a divisão imediatamente superior para o próximo ano. 

 

A cidade de Uberlândia participou da disputa com a equipe do projeto Uberlândia Vôlei, criado em 2016, que deixou de ser apenas um projeto social e passou a dar os primeiros passos em competições profissionais adultas. 

Um grupo foi realizado em Fortaleza (CE), em grupo único, com os times Rede Cuca (CE), Universidade de Fortaleza (CE), Desportivo Rio Grande (RN), Santa Cruz Vôlei Clube (PE), Clube Campestre (PB). 

 

Em Teófilo Otoni (MG), participaram as equipes divididas em dois grupos: América de Teófilo Otoni (MG), Funel Uberaba (MG), Usiminas/Usipa (MG), UV/Cedesbra/Uberlândia Vôlei/Praia Clube (MG) no A; e Minas Náutico (MG), Acesita Vôlei (MG) e Prefeitura de Pouso Alegre (MG) no B.

 

Em Campo Grande (MS), a competição foi com grupo único, formado pelos times Copagaz/Campo Grande (MS), Neurologia Ativa/Goiânia (GO), Frutal (MG), Uberlândia Vôlei/Praia Clube/Sada (MG) e Viva Lucas Vôlei/LRV-MT (MT).

 

Em Suzano (SP), os times foram divididos em Suzano Vôlei (SP), Iacanga/RH Fitness (SP) e Unisantana/Diadema (SP) no Grupo A; e Super Vôlei Santo André (SP), Santos Vôlei Praia Grande (SP) e Sesi/Osasco (SP) no B.

Também com dois grupos, em Timbó (SC) participaram A.A. Metisa/FME Timbó Vôlei (SC), APAV/Marítimo (RS), Atiradores/Itajaí Provôlei/FMEL (SC) no grupo A; e APROV/Chapecó (SC), ADC Terra Firme/SJ (SC) e AVPalmasnet/Sudati/Prefeitura de Palmas (PR) no Grupo B. 

 

Na sede de Teófilo Otoni, os times ainda foram divididos em dois grupos. No Grupo A, além dos times de Uberlândia e Uberaba, estiveram o América de Teófilo Otoni (MG) e Usiminas/Usipa (MG). No Grupo B, teve Minas Náutico (MG), Acesita Vôlei (MG) e Prefeitura de Pouso Alegre (MG). Somente o campeão conquistou o acesso.

 

Em Campo Grande (MS), o Uberlândia Vôlei/Praia Clube/Sada (foto) foi o grande vencedor, conseguindo quatro vitórias e sagrando-se campeão, conquistando vaga para disputar a Superliga B Masculina em 2022. As vitórias foram sôbre Frutal por 3 a 0, Neurologia Ativa de Goiânia por 3 a 2, Copagaz/Campo Grande também por 3 a 2, e sôbre o programa Viva Lucas Vôlei da cidade de Lucas do Rio Verde/LRV (MT) por 3 a 0. 

 

Em Teófilo Otoni, o UV/Cedesbra (Uberlândia Vôlei/Praia Clube) venceu o Usiminas/Usipa por 3 a 0, e o Funel/Uberaba por 3 a 1, perdendo de 3 a 0 para o América de Teófilo Otoni, ficando com o 3º lugar, jogando com a equipe sub-21. 

 

Segundo o técnico do Uberlândia Vôlei/Praia Clube, Fernando Alves Gomes, a Superliga B 2022 está prevista para começar em janeiro. “Toda a logística para dar início aos treinamentos visando a competição já está sendo feita pelo projeto, em parceria com o Praia Clube”, disse. O criador do projeto Uberlândia Vôlei, Fernando Alves, é natural de Uberlândia (22/12/1992), formado em Educação Física Licenciatura e Bacharelado, e Técnico Nível III na Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). “Ver o Uberlândia Vôlei na Superliga B Masculina já é uma vitória, e a parceria com o Praia Clube nos dá ainda mais força e condições para engrandecermos o vôlei masculino em Uberlândia”, disse Fernando Alves, ressaltando que agora é trabalhar pensando numa campanha positiva em 2022 na Superliga B. 


*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.



Relacionadas »
Comentários »