24/08/2021 às 19h34min - Atualizada em 24/08/2021 às 19h34min

Marketing digital: Você está preparado para enfrentar esse desafio?

ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA
O marketing digital é um conjunto de atividades e estratégias utilizadas para ajudar a promover uma marca e vender produtos e serviços no ambiente digital. Para isso, as empresas fazem uso de diferentes tecnologias que incluem, por exemplo, sites, blogs, e-mail marketing, buscadores como o Google e redes sociais, como WhatsApp, Twitter, LinkedIn, Facebook, Instagram e Youtube. Nesse caso, a publicidade da empresa é projetada para dispositivos eletrônicos, como computadores, celulares, tablets e iPads. Além do ambiente corporativo, o marketing digital também é utilizado em instituições, como governos, ONGs e fundações, e por pessoas, como youtubers.

O marketing digital tem como principal objetivo aumentar a exposição da marca para os consumidores e, consequentemente, as vendas. Também é altamente eficaz para aumentar oportunidades de novos negócios e melhorar a comunicação com o seu público-alvo. Sua recomendação é viável para qualquer tipo de negócio, independentemente do tamanho. É importante salientar que o uso do marketing digital não exclui a possibilidade de a empresa fazer uso do marketing tradicional, como anúncios impressos em jornais e revistas, panfletos, outdoors e comunicação por telefone, desde que este seja uma alternativa rentável para a empresa. Além disso, ele atinge o público mais rapidamente permitindo, por meio de ferramentas específicas, entender melhor as preferências dos consumidores, mensurar os resultados das vendas e melhorar a experiência dos clientes para fidelizá-los cada vez mais.

Vale ressaltar que uma das vantagens é que a preferência pelo uso da internet na compra de bens e serviços tem aumentado exponencialmente durante a pandemia. Um estudo global divulgado pela ACI Worldwide, empresa de sistemas de pagamento eletrônico, mostra que as vendas no e-commerce cresceram 28% em junho de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Observou-se que, conforme um levantamento feito pela empresa Salesforce, intitulado Consumidor e Força de Trabalho, que ouviu 3.500 pessoas nos Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Austrália e no Brasil, identificou pelas respostas obtidas que 79% dos brasileiros estão navegando mais na Internet e que 90% dos entrevistados pretendem continuar comprando produtos essenciais pela Internet mesmo depois que diminuir a ameaça da Covid-19.

Vamos refletir:  Por que Marketing Digital é tão importante neste momento de crise? O impacto da Covid-19 trouxe a convicção de que buscar uma nova forma de fazer negócios e crescer é uma questão de sobrevivência para as empresas. Vale a pena entender como o Marketing Digital é o caminho para enfrentar este momento desafiador.

Já estávamos vivendo uma mudança em como as empresas operam seus negócios devido à digitalização. Com a pandemia mundial do Covid-19, esses processos foram bruscamente acelerados e muitos paradigmas estão se transformando, mostrando que a reinvenção é necessária.

Os investimentos para conquista de clientes pelos grandes players foram realocados de uma forma desproporcional para a mídia digital, principalmente para Facebook e Google. Consequentemente, toda essa mudança causa uma série de impactos que os menores acabam sofrendo de uma forma mais direta.

O marketing digital também precisa de planejamento para dar certo. O primeiro passo é estabelecer o objetivo da marca com aquelas ações. Alguns exemplos são: vender um produto online; direcionar clientes para as lojas físicas; aumentar a exposição da empresa na Internet para que mais pessoas a conheçam; se tornar uma marca mais relevante; melhorar o atendimento e a orientação; ou ainda gerar “leads”, expressão que significa alcançar pessoas que podem ser clientes em potencial, mas que ainda não aderiram à empresa.

Pensando estrategicamente... O marketing digital envolve uma série de estratégias para que de fato uma empresa possa atingir a chamada “presença digital”. O uso de redes sociais, sites institucionais e blogs são alguns exemplos dessas ações para alcançar os clientes. Nesses espaços, é possível falar sobre a empresa, os produtos, seus diferenciais e efetuar as vendas. Além disso, a marca ainda pode atrair clientes em potencial com a divulgação de conteúdos de interesse do público-alvo.

É nesse momento que entra o marketing de conteúdo, outra estratégia bastante utilizada cujo objetivo é trazer algum tipo de benefício ou resolver problemas dos clientes sem necessariamente falar da empresa. Alguns exemplos são uma academia que mantém um blog com dicas de saúde ou uma empresa de TI que divulga posts com possíveis soluções para os problemas mais comuns com Internet nos escritórios.

Diante de um cenário global inesperado, quase tudo sofrerá grandes mudanças e será de alguma forma impactante, para o bem ou para o mal. Portanto, arrisco-me a dizer que nenhum orçamento ajustado de uma empresa (forecast), deve ser utilizado como antes da pandemia. Tudo precisará ser revisto, reprojetado, reestruturado. Estamos todos como perdidos no espaço, porém, apesar do pouco tempo para análise, antevejo que alguns setores parecem ser mais promissores do que outros neste momento de crise — e, com certeza, o comércio eletrônico é um deles. São vários os estudos que estão se desenvolvendo sobre comércio eletrônico durante a pandemia. Eles evidenciam os impactos já sofridos e tentam “prever” o que poderá acontecer nas próximas semanas ou meses.
Como acontece com qualquer estratégia na área de negócios, o marketing digital também precisa de planejamento para dar certo. Você está preparado para enfrentar esse desafio?
 
Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Relacionadas »
Comentários »