12/05/2021 às 08h00min - Atualizada em 12/05/2021 às 08h00min

O que seu filho tem a ver com isso?

ADRIANO SANTOS
A discussão na pandemia foi claramente sobre quem é prioridade ou não! Essencial tem seu significado clássico, mas o que é inerente a alguém, o que constitui o básico, fundamental, primordial, algo que ninguém vive sem.
 
Porém já ficou bem definido as inúmeras prioridades em quase 1 ano de pandemia, não é o esporte e não é a educação. Crianças estão sendo afetadas verticalmente e horizontalmente naquilo que seja socialização, interação e saúde.
 
Em 2020 uma matéria do Washington Post, no dia 30 Junho, escancarou diversos absurdos do que se entendia sobre a pandemia e riscos para crianças e adolescentes. A criança tem 50% de chance a menos de se contaminar com a Covid19, de espalhar a Covid19, riscos baixos para comorbidades e mortalidades.
 
Apesar de o mundo priorizar professores na vacinação, priorizar a educação como motor desse momento inédito na história o Brasil se perde em discussões de remédios sem eficiência e politização de normais comuns no mundo todo.
 
E seu filho o que tem haver com isso? Bom naquilo que seja o propósito educacional sobre afeto, estímulos sensoriais, segurança afetiva, sociabilidade e reflexos da convivência ninguém faz nada?
 
Bom, falamos de educação.
 
E esporte?
 
Quando falamos de esportes, saúde, as evidências claras da importância de todo benefício na atividade física, e a criança?
 
A criança e a importância do brincar? A importância da atividade física? Da aula de educação física, do balé, do futebol, do voleibol, da carimbada, do handebol e tantas promoções naturais da vida da criança.
 
As possibilidades do esporte, as relações sociais, autonomia, organização das suas emoções. O princípio da cooperação, liderança, resolver conflitos, obediência as regras, o jogo é uma forma de se expressar.
 
Talvez as ações dessa coluna seja o futebol, mas como amante do esporte, assíduo na promoção de saúde, tem sido relevante falar de coisas tão importantes nesse momento, o Esporte.
 
Falamos do esporte onde é a forma da criança se expressar, em circunstâncias desfavoráveis e favoráveis, sentimentos bons e ruins, prazeres e desprazeres.
 
Provamos a incompetência de sabermos a verdade e não executá-la.
 
Educação, Esporte são os únicos meios de socialização de uma criança.
 
Fracassamos no quesito que é essencial.
 
As crianças são sairão dessa melhor.
Será drástico, é necessário mudar.
O esporte é tudo.
Educação é tudo.



Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Relacionadas »
Comentários »