20/03/2021 às 08h48min - Atualizada em 20/03/2021 às 08h48min

Futebol x Covid?

ADRIANO SANTOS
Alguém já viu morrer algum atleta da série A, B,C e D? No mundo todo de Covid19? Não é negacionismo, é o ambiente do futebol, seriamente é mais seguro os atletas praticarem suas atividades do que em casa.
 
O Futebol como na NBA segue protocolos altíssimos, rígidos e disciplinados quando se fala de Covid-19. A segurança que o Atleta tem no controle da doença no esporte ele não teria em hospital nenhum do mundo.
 
Dentro de uma concentração, hotel ou local específico, se tem exames, testagem, no caso positivo, a investigação familiar, o isolamento longe de casa, e muito mais. Muitos atletas são assintomáticos, não sabem que tem, e em sem a testagem dos clubes jamais saberão que tiveram, levando risco as suas famílias.
 
O assintomático na sua carga viral transmite normalmente, dentro do clube, fechados se tem o controle epidemiológico quase perfeito, a proposta de várias federações seria manter os atletas numa bolha, como foi feito na NBA, até clubes pequenos se manteriam em hotéis e isolados.
 
Não tem protocolo 100% seguro, mas tem o que pode aproximar em grande escala. A Federação Paulista fez mais de 35 mil testes nesse último ano, a sua grande maioria os atletas foram assintomáticos.
 
Os benefícios do esporte são obviamente já comprovados cientificamente, é preciso avançar nessa discussão.
 
O VERDÃO VENCEU
 
A 1° vitória do Uberlândia Esporte Clube na gestão Renio Carlos Garcia aconteceu, com certeza um certo alívio e confiança para um grupo limitado que precisará obviamente de muito apoio, peças e trocas para não ser rebaixado.
 
O Uberlândia Esporte na parada será beneficiado, e pode sim evoluir. O Dão de virada fez 2x1 na fraca equipe do Boa, com gols de Franco e Nailson, gols parecidos, mas rumo ao sucesso.
 
GABIGOL BOLA FORA
 
Gabigol foi denunciado pelo Ministério Público por crime contra saúde pública pós a aglomeração em cassino clandestino, lamentavelmente ele nessas horas esqueceu o que estamos vivendo no Brasil e também seu tamanho, o cara é ídolo do maior clube do Brasil, referência pra todos e consegue manchar sua biografia com seu comportamento infantil.
 
Defendo até o final que o futebol não pode parar, e me vem alguém que se não fosse pego pela polícia poderia ser o fator transmissão na sua representação no dia seguinte ao Flamengo.
 
O futebol precisa de ídolos, ídolos responsáveis.
 
Paixão Futebol.


Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Relacionadas »
Comentários »