16/02/2021 às 09h00min - Atualizada em 16/02/2021 às 09h00min

Mateus Carvalho treina em São Paulo

ALBERTO GOMIDE
Foto: DIVULGAÇÃO
Mesmo durante a pandemia da Covid-19, os treinos de paratletas de alto rendimento têm mantido suas rotinas de treinamentos, visando as competições previstas para 2021. Um deles é Mateus Carvalho (BC-3) do CDDU-Futel, de Uberlândia, que embarca nesta quarta-feira (17), para São Paulo, acompanhado do assistente esportivo (calheiro), seu pai, Oscar Carvalho, para participar da primeira fase de treinamento da Seleção Brasileira de Bocha Paralímpica, que acontecerá entre os dias 17 e 24 de fevereiro, no Centro de Treinamento Paralímpico. A preparação será para competições internacionais, que estão previstas para serem realizadas ainda neste ano.

O paratleta da equipe Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia – CDDU/Futel vinha treinando diariamente no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), desde setembro do ano passado, seguindo todos os protocolos de segurança determinados pelo Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, como aferição de temperatura, distanciamento social, uso de máscara de proteção e álcool em gel. “Como a Futel manteve os treinos dos paratletas de alto rendimento, meu desempenho não foi prejudicado nesse período de pandemia. Isso é muito importante, porque a Prefeitura oferece toda a estrutura necessária para que eu treine com total segurança”, disse o paratleta.

“Tenho treinado de segunda a sexta-feira, quatro horas por dia, focado no jogo de pares, que é o principal motivo pelo qual a seleção se reunirá. A equipe não treina junta desde março de 2020, então será um momento importante para que possamos chegar bem nas competições previstas para este ano”, completou.

Mateus Carvalho (foto) tem diversas conquistas importantes na sua carreira, inclusive duas medalhas nos Jogos Parapan-Americanos de 2019, disputados em Lima, no Peru: uma de bronze na bocha individual e uma de ouro por equipe.

Devido à pandemia da Covid-19, os Jogos Paralímpicos de Tóquio foram adiados para o dia 24 de agosto de 2021. Ao todo, serão disputados 539 eventos de 22 modalidades e utilizadas 21 arenas na capital japonesa até o dia 5 de setembro de 2021. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) faz balanço de vagas ainda em disputa para o maior evento paradesportivo do planeta.

Até agora, 105 vagas em 14 modalidades foram confirmadas, sendo 36 no atletismo, dez na bocha, quatro na canoagem, duas no ciclismo, uma no futebol de 5 (para cegos), duas no goalball (feminino e masculino), duas no hipismo, 35 na natação, três no remo, uma no tiro esportivo, uma no tiro com arco, cinco no tênis de mesa, uma no parataekwondo, duas no vôlei sentado (feminino e masculino).

O Brasil tem chance de conquistar mais vagas para os Jogos de Tóquio, já que o período classificatório de algumas modalidades segue aberto devido o adiamento do evento. Esgrima em cadeira de rodas, halterofilismo, judô, parabadminton, tênis em cadeira de rodas e triatlo, por exemplo, ainda não fecharam seus rankings.

O paradesporto de Uberlândia tem possibilidades de classificar paratletas em algumas modalidades, principalmente no atletismo e natação. Apesar das dificuldades de momento, os trabalhos seguem com preparativos e treinamentos nas respectivas equipes.



Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
 
Relacionadas »
Comentários »