30/01/2021 às 08h25min - Atualizada em 30/01/2021 às 08h25min

Aí Flamengo, porque me ilude?

ADRIANO SANTOS
Divulgação
Olá leitores, depois de uma derrota bizarra contra o Atlético Paranaense, depois de substituições inimagináveis do Rogério Ceni, o Flamengo venceu o regular Grêmio em Porto Alegre, de virada, debaixo de chuva e com muita inspiração de Gabigol.

O Flamengo precisou de 9 minutos, com Gabigol protagonista, foram 3 gols que mataram o Grêmio. Atitudes vibrantes, assistência e um golaço o Flamengo sonha com octacampeonato Brasileiro.

O Flamengo é exatamente um time que cria, mas na hora do momento final deixa de colocar a bola pra dentro, ontem pós seis tentativas, cruzamento na área gol de Diego Souza, confesso que imaginei uma goleada Gremista, mas positivo, lá estava Gabriel Barbosa, herói da noite carioca.

Gabigol perdeu protagonismo com ex-técnico do Flamengo e ainda exercendo a função Rogério Ceni, em 2020, Gabigol fez 37 jogos, 34 como titular, 22 gols, 12 assistências e muitas lesões.

Gabi como quer ser chamado, é o herói de 2019, nos dois gols da Libertadores, mas também é o símbolo da esperança rubro-negra em 2021.

Gabigol é chato em campo, figura crucial para toda uma equipe, ele cobra, briga, faz falta, mexe com adversário, leva perigo, se posiciona, o modelo argentino carioca que tanto é amado.

Ontem o Flamengo do primeiro tempo era ruim, sem inspiração, o do segundo tempo era o de 2019, avassalador.

Ressalvas porque Felipe Luis e Gerson jogaram onde deveria estar, nas suas posições, exceto a falta que Diego Alves faz e uma zagueiro bom, o Flamengo parecia no segundo tempo o Flamengo de 2019.

Isla foi bem, já é um milagre. Mas enfim mais uma vez o Flamengo iludiu muitos torcedores que ainda acreditam que o Mengão pode ser campeão!

Como pode esse Flamengo ganhar do Palmeiras e Grêmio e perder pra equipes de menos expressão, como pode?

Como pode perder de virada no Maraca pro Fluminense, onde vencia o jogo e poderia estar a um ponto do Inter.

A distância é de quatro pontos, com confronto direto contra o Internacional, já falei a tabela do Urubu é muito mais difícil.

Sem contar o confronto direto contra o São Paulo.

Falando em liderança como é bom ver o Diego Souza, tão criticado ser protagonista, foram dois gols de quem sabe. O Grêmio é um freguês assíduo, Gabigol ídolo em dia, e agora o mengão será novamente protagonista?

Haja coração, Paixão Futebol.


Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Relacionadas »
Comentários »