16/01/2021 às 08h00min - Atualizada em 16/01/2021 às 08h00min

Final brasileira, paulistas na área

ADRIANO SANTOS

Acredito que nem o torcedor mais fiel do Santos Futebol Clube acreditaria na final da Libertadores, o Santos, time de pouquíssimo investimento, pós Jesualdo, pós Sampaoli, pós desmanche, pós saídas, brigas políticas, crises de covid, está na final do maior campeonato das Américas.
 
Tudo bem que craque o Santos tem e faz em casa, já estive na porta da Vila Belmiro para levar atletas em testes, é inacreditável a quantidade de garotos, sonhos e empresários que existem em Santos, mas vem cá, pós tantos problemas ver o Santos extremamente vertical, agudo, guerreiro, correndo, marcando, na final da Libertadores é uma grande inspiração.
 
O time do amadurecimento, Marinho se tornou referência, o time de Lucas Veríssimo, o melhor zagueiro do Brasil, time de Diego Pituca vendido ao Japão com louvor, time do grande Soteldo é referência sim no Brasil e na Libertadores.
 
O Santos da polêmica de Robinho, o Santos da belíssima campanha de Sampaoli em 2019, mas hoje é o improvável e intocável Santos amado Santos, queridinho do Brasil.
 
O Santos não tinha a folha salarial do Palmeiras, o investimento do Flamengo, a unanimidade do São Paulo, a força do River, o Santos tinha meninos, o Cuca bol, e a sorte.
 
A final será humilde, o Santos da Sorte, o Palmeiras da novidade, a novidade é que o futebol brasileiro vive, respira, com portugueses, venezuelanos, mas respira com muita ousadia!
 
Não dá pra crucificar Jesualdo, nem Sampaoli, que não estão acostumados a tantos improvisos, isso é coisa de brasileiros, coitado do Sampaoli que quis o Flamengo, não quis o Palmeiras, saiu do Santos e não está em nenhuma final.
 
Os paulistas na final da Copa do Brasil com o Grêmio, o Palmeiras favorito, e campeão. O Brasileirão com o SÃO Paulo, favorito e campeão, a libertadores do Santos, não é favorito, mas tem tudo pra ser campeão, os paulistas reinaram 2020, vão colher em 2021, e pós covid será o ano que se reaprendeu no Brasil a incentivar, recuperar e acima de tudo reinventar-se.
 
Nisso consiste o maior e melhor Futebol do Mundo. Futebol Brasileiro.
 
Paixão Futebol.


*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »