04/09/2020 às 09h00min - Atualizada em 04/09/2020 às 09h00min

Homenagem ao educador físico

ALBERTO GOMIDE
Estamos no mês de setembro. E logo no primeiro dia do mês, no Brasil, comemora-se o Dia do Educador Físico. É o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população – o educador físico. A data foi escolhida por ser a mesma em que a profissão foi regulamentada, em 1998, pela Lei Federal 9696, quando foram criados os conselhos Federal e estaduais/regionais de Educação Física.

Sob a orientação desse profissional, é possível praticar atividades físicas respeitando os limites de cada um e as características individuais, garantindo assim o bem-estar dos praticantes em todas as faixas etárias.

Depois de se formar, o profissional tem dois caminhos. Para aqueles que escolherem a licenciatura, atuarão exclusivamente com alunos do ensino fundamental e médio, dando todo o suporte para o desenvolvimento dos estudantes. Já para quem optou pelo bacharelado, há várias possibilidades, algumas mais tradicionais como musculação e ginástica, outras em moda, a exemplo do crossfit, o treinamento funcional e o personal trainner.

O dia 1º de setembro é uma data voltada para a valorização e entendimento das várias modalidades que englobam essa profissão. De acordo com o Conselho Federal de Educação Física, é reconhecido como Profissional de Educação Física aquele identificado pelas denominações de Professor de Educação Física, Técnico Desportivo, Treinador Esportivo, Preparador Físico, Personal Trainner, Técnico de Esportes, Treinador de Esportes, Preparador Físico Corporal, Professor de Educação Corporal; Orientador de Exercícios Corporais, Monitor de Atividades Corporais, Motricista e Cinesiólogo.

Em Uberlândia, só a Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) envolve quase 100 profissionais da área. Eles são responsáveis por conduzir atividades para mais de 13 mil alunos. Desde 2017, o Município tem aumentado significativamente as vagas em escolinhas e atividades de lazer no Parque do Sabiá, UTC, poliesportivos e demais equipamentos esportivos, levando maior qualidade de vida a milhares de pessoas e incentivando cada vez mais os profissionais do setor.

Atualmente, são oferecidas aulas de atletismo, basquete, corrida de rua, futebol, futsal, ginástica artística, ginástica funcional, handebol, hidroginástica, judô, karatê, kung fu, mix dance, multiesportes, natação e vôlei a aproximadamente 13 mil alunos, divididos em 22 núcleos e poliesportivos. Há ainda o paradesporto, que conta com as modalidades de atletismo, bocha, futebol sete, golbol, halterofilismo, judô, multiesportes, natação e parabadminton.

Nesse momento de pandemia coronavírus, a Fundação implantou o Sistema Futel-Escola, desenvolvido pela empresa pública Processamento de Dados de Uberlândia (Prodaub), que permite aos professores o desenvolvimento virtual das atividades.

Homenagear o profissional de Educação Física é reconhecer e valorizar o seu trabalho em benefício de uma sociedade que, principalmente neste momento de pandemia, a pessoa precisa estar com a saúde mais fortalecida, melhor condicionada fisicamente, mais saudável. Além de tudo isto, reconhecer o trabalho que realiza com crianças, com participação positiva na sua formação sob todos os aspectos.

*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

 
 
 
Relacionadas »
Comentários »