08/08/2020 às 09h38min - Atualizada em 08/08/2020 às 09h38min

Saudades do Futebol

ADRIANO SANTOS
Tenho uma vida muito corrida entre campo e quadra, como técnico e gestor no Uberlândia Academy. São em média 50 viagens por ano.

A disputa do Campeonato Mineiro de Futsal é prazerosa, entre chaves e grupos, entre bate e volta, Patrocínio, Araguari, Uberaba, Monte Alegre, Ituiutaba, Passos, Prata, Belo Horizonte, todas as cidades que fazem parte do calendário a gente chega lá.

No campo não é diferente. Já estaríamos com os nossos torneios em dia em São Paulo, Goiás, tur no Rio de Janeiro conhecendo grandes estruturas do futebol.

Toda a base do Futebol e do Futsal, toda escola que por mais que seja pequena ou grande, toda criança que disputava competições, estão com muitas saudades.

Seja ela pra jogar Campeonato Mineiro, São Carlos, Rancharia, Tupã, Morrinhos, IMEF, aberto em Minas, dentre tantas competições. Seja aluno da Escolinha do Flamengo, Gaviões, Cruzeiro, ou qualquer outra, a saudade bateu.

Essa criançada hospeda em escola, um chuveiro pra 10, um sala de aula com 10 colchões, até 2 jogos por dia, laranjinha na mão, açaí no grau, mãe desesperada querendo notícias, anti-inflamatório no bolso dos meninos, a tia da cozinha fazendo comida pra 100, mas era como se fossem 250.

A gente viaja cedinho, pai atrás do ônibus, oração afiada, bolacha pra todo lado, banana e maçã são comuns. Protetor solar no rosto, frio na barriga, colocar a camisa 10, a 8, a 9, a 7, a 6, sei lá se tem camisa, criança quer é jogar.

É pai na arquibancada pensando que seu filho é o Neymar, é mãe na arquibancada pensando que seu filho é um cientista, é menino da arquibancada sonhando em ser jogador. É árbitro bom, bandeirinha ruim, treinador bom, treinador ruim, cartão pra um lado, suspensão de outro, mas é futebol e a saudade bateu.

É o meião em pé, bem acertadinho na canela, caneleira de caixa de papelão, é faixinha no braço, foto no Face, Stories no Insta, é uma boleiragem sem fim.

É interclasse interrompida, muito raxinha cancelado, muita quadra sem alugar, muita saudade pra 5 vira, 10 acaba, quem perder paga a coca.

A saudade bateu. Éramos felizes e não sabíamos, e se sabíamos é por isso que estamos com tantas saudades. Que saudade de você.
 
Paixão Futebol




Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.




 
Relacionadas »
Comentários »