05/08/2020 às 18h10min - Atualizada em 05/08/2020 às 18h10min

Verdão, eleição e as vitórias

ADRIANO SANTOS
O Uberlândia Esporte é um misto, coisas boas acontecendo e o futuro. Primeiro parabenizar a diretoria, acertaram na contratação do técnico, isso fez toda a diferença. Domingo, na disputa dos pênaltis, o Uberlândia só se encontrou no segundo tempo. Achei a equipe do Boa arrogante, uma espécie de já ganhou, e nos pênaltis sentiu o veneno do oba oba.

Eu li num grupo público que as ausências dos titulares foi incompetência da diretoria, turma do quanto pior melhor. Lembrei do que aconteceu com o Mirassol, Santo André, equipes do Paulistão com rendas grandiosas que perderam jogos, títulos e receitas.

Claro que os titulares fazem falta, mas ninguém esperava uma crise internacional de saúde pública que afetou e afeta todos.

Gostei do treinador, arrojado, com pensamento de jogar pra frente. Ele tem mérito nessas pequenas conquistas obtidas.

O Cruzeiro é copeiro, time pra jogar segundona, o Uberlândia Esporte precisa de um milagre pra ser campeão. Milagres acontecem, principalmente a quem está vivo, que é o caso do verdão.

Parece que no final de tudo, Flávio Gomide e Fabrício acertaram a mão. Uma pena no ápice de tudo estarmos sem torcida, apoio e dinheiro.

Recebi um vídeo do Whatzapp pedindo ajuda ao Verdão da Mogiana, que está sem recursos. Em troca de ingresso eletrônico, o torcedor concorre a camisetas. Esses pequenos erros e que fortalecem a troca do grupo eleito, num pleito que está por vir. Sabemos que os bastidores são fortes, mas quem herdar o Uberlândia o receberá na série A do Mineiro, na Série D do Brasileiro e uma possível vaga na Copa do Brasil é excelente. Quando eu falo de gestão eu falo de tudo isso, marketing, nesse momento final era necessário estratégias. E a que tem é horrível. São migalhas perto da dimensão da cidade, dos resultados, etc.

Recebi também algumas mensagens. Ficamos sabendo que os atletas da base não podem treinar, a não ser com os treinos online que estão tendo, outra idiotice, meu Deus.

Conheço atletas do Flamengo, Atlético Mineiro, Vasco, São Paulo, Ponte Preta, atletas europeus em Uberlândia que estão em plena atividade com técnicos, preparadores e condições muito melhores que embalagem de coca de 2 litros cheia d'água e criança treinando. Pais indignados, mas a vida continua.

Como no Uberlândia Esporte nada me assusta mais, esperamos agora a principal disputa do ano: a eleição. Essa será o X da questão para 2021, dentro de campo está tudo resolvido.
 
Campeonato Paulista

O Palmeiras deu o título ao Corinthians. Só um milagre tira o título do timão. O Guarani precisava fazer 1 em 6 pontos, e o Palmeiras com empate eliminava o arque rival. Agora, a camisa pesou e o Dérbi da final já tem dono.

O Palmeiras é melhor, mas não tem um Gabigol, um atacante. O Palmeiras poderá ganhar, dependerá do milagre do artilheiro escondido e desconhecido.

Futebol vai dando as caras no Brasil de novo. Cruzeiro e Corinthians, favoritos.
 
Paixão Futebol




Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.




 
Relacionadas »
Comentários »