21/07/2020 às 14h28min - Atualizada em 21/07/2020 às 14h28min

Falcão realiza jogos de exibição

ALBERTO GOMIDE
Alessandro Rosa Vieira, mais conhecido como Falcão (São Paulo, 8 de junho de 1977), é um ex-jogador de futsal brasileiro que atuava como ala. É amplamente considerado como um dos melhores jogadores de futsal de todos os tempos.

Falcão (foto) fez sua última partida como profissional no dia 6 de dezembro de 2018, e entre as conquistas mais marcantes de sua carreira estão: Medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio, bi-campeão Mundial com a Seleção Brasileira (em 5 participações), dono de quatro Bolas de Ouro Fifa (2004 e 2008) e aos 39 anos conquistou o título da Copa Intercontinental de Futsal.

Por 4 vezes (2004, 2008, 2011 e 2012), Falcão foi eleito pela FIFA como o melhor jogador de futsal do mundo (feito que foi superado apenas pelo português Ricardinho). Em 2008, ele foi o escolhido para inaugurar a Calçada da Fama do Maracanãzinho.

Além disso, com o gol feito diante do Panamá, na Copa do Mundo de Futsal de 2012, que foi o seu 337º gol pela Seleção Brasileira, ele superou o ex-futebolista de areia Neném e se tornou o maior artilheiro mundial de todas as seleções de esportes ligados ao futebol.

Como foi dito acima, Falcão já parou de jogar futsal pelos clubes, mas ainda participa de jogos de exibição, já que é um maestro com a bola pesada.

Aposentado há dois anos, Falcão segue trabalhando e divulgando o futsal ao redor do mundo. O projeto do craque agora é inserir a modalidade na formação de jogadores das categorias de base de times de futebol na Europa.
 
Atletas também receberão auxílio

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei (PL) 2.824/20, que prevê medidas para socorrer o setor esportivo brasileiro enquanto vigorarem as medidas de isolamento social ou de quarentena vinculadas à pandemia do novo coronavírus, causador da Covid-19.

O pacote de medidas inclui o pagamento de auxílio emergencial de R$ 600 aos atletas durante três meses e a suspensão, por um ano, do pagamento de débitos tributários de empresas do setor esportivo com a União.

De acordo com o texto, terão direito ao benefício atletas inscritos em cadastros municipais, estaduais e distrital de esporte, nos conselhos regionais de Educação Física; nas entidades de prática esportiva ou entidade nacional de administração do desporto; e em outros órgãos referentes a atividades esportivas existentes nos estados, além de projetos esportivos apoiados pela Lei de Incentivo ao Esporte.

Para ter direito ao benefício, as regras serão quase as mesmas do auxílio emergencial em vigor. A exceção é para o caso de atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos vinculados a uma entidade de prática esportiva ou a uma entidade nacional de administração do desporto. Os atletas que já recebem o auxílio emergencial não terão direito ao novo benefício.
 
Federação ainda na expectativa

A Federação Mineira de Futsal, após vários meses com seu portal/site fora do ar, retorna com informações sobre a entidade, seus filiados e as competições que promove anualmente. Evidente que o mais tradicional e importante é o campeonato estadual. Mas antes tem o campeonato do interior, e este é classificatório para o estadual, em quase dez categorias.

O campeonato do interior organizado pela Federação Mineira de Futsal é a competição oficial entre clubes, associações e prefeituras no interior do Estado de Minas Gerais.

Essa competição teve seu início no ano de 1960 somente com a categoria adulta e atualmente é realizada nas categorias sub-9, sub-11, sub-13, sub-15, sub-17, sub-20 e adulta masculina e feminina. O campeonato do interior é regionalizado por áreas para facilitar deslocamento de seus participantes.

Além disso, ele é classificatório para o Campeonato Estadual que, por sua vez, em algumas categorias é classificatório para Taça Brasil de Clubes. Sobre as competições para este ano, a expectativa continua, diante da crise criada com a chegada do coronavírus.




Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.



 
Relacionadas »
Comentários »