03/07/2020 às 09h29min - Atualizada em 03/07/2020 às 09h29min

COB CANCELA JOGOS ESCOLARES DE 2020

ALBERTO GOMIDE
A área de Desenvolvimento Esportivo do Comitê Olímpico do Brasil (COB) promoveu reunião com representantes das 17 modalidades integrantes do programa esportivo dos Jogos Escolares da Juventude. Na sequência foram realizadas uma série de três reuniões com representantes dos 27 Estados da Federação, divididos por regiões (Região Verde; Região Azul e Região Amarela).

Os encontros virtuais tiveram como objetivo principal identificar a realidade de cada modalidade esportiva e de cada Estado no enfrentamento dos desafios gerados pela Covid-19 e seus impactos no cenário esportivo.

Visando como prioridade principal a saúde e a integridade física de todos os envolvidos em seus eventos e ações, o COB optou, com apoio unânime das Confederações Brasileiras integrantes do evento, pela não realização dos Jogos Escolares da Juventude 2020. Concluiu-se que diversos fatores decorrentes da pandemia de Covid-19 impedem a organização segura do evento, que reúne anualmente na etapa nacional cerca de 5 mil jovens, entre 12 e 17 anos, em uma mesma cidade.

Organizados pelo COB desde 2005, os Jogos Escolares da Juventude fazem parte do processo de sistematização dos Jogos Escolares Brasileiros, proposto pelo Governo Federal. É a maior competição estudantil do país, reunindo alunos de escolas públicas e privadas do território nacional para a disputa de 17 modalidades, além de atividades educativas e culturais. A realização do evento alcança mais de 2 milhões de jovens, considerando as seletivas municipais e estaduais, gerenciadas por estados e municípios. Juntando organizadores, treinadores, árbitros, voluntários, entre outros, o número de pessoas envolvidas nas etapas organizadas pelo COB chega a mais de 8 mil.

Os Jogos Escolares da Juventude são um grande projeto de desenvolvimento do esporte nacional. Além de ações já consolidadas, como o programa de embaixadores e os programas socioeducativos, em 2019 foram oferecidos cursos de capacitação para treinadores, o Guia de Pais e Educadores apoiando o Jogo Limpo, além da criação do Centro de Avaliação e Monitoramento, que identificou o perfil físico e motor de mais de 2 mil jovens atletas de 12 a 14 anos, em um projeto piloto para a construção longitudinal do perfil do atleta olímpico.
 
FUTSAL DA LIGA AINDA SEM DATA
 
Continua incerto o início do campeonato da Liga Nacional de Futsal. A difícil situação da saúde no país no momento inviabiliza qualquer prognóstico para marcar data. O que se sabe, é que o campeonato deve ainda ser realizado este ano, mesmo que seja um torneio mais rápido. A competição é tradicional e é também a principal do país. Vai para a sua 25ª edição.

A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) criou, em 27 de abril de 1996, a Liga Futsal com o propósito de envolver clubes de todo o Brasil profissionalizando o calendário das equipes. O objetivo da Liga Futsal era estruturar e alavancar a modalidade no país.

Inspirando-se no modelo norte-americano de basquete, a National Basketball Association (NBA), para participar da Liga Futsal era necessário comprar uma franquia ou associar-se a uma já existente. No início, a Liga Futsal fez algumas parcerias com as principais empresas de material esportivo do mundo, patrocinadores de renome nacional, clubes tradicionais e emissoras de televisão. O campeão de cada edição, além de receber uma premiação em dinheiro e troféu, ganhava também o direito de representar o Brasil em campeonatos internacionais.

No dia 11 de julho de 2014, o presidente da CBFS convocou todos os proprietários de franquia ou representantes devidamente credenciados para uma assembleia, na qual foi aprovada a criação da Liga Nacional de Futsal (LNF), que hoje é a empresa que controla a estrutura e organiza o campeonato, um dos mais disputados do mundo. O campeonato já reuniu e reúne até hoje craques da categoria de Falcão, Dovenir Neto, Manoel Tobias, Lenísio, Índio, Pablo, Schumacher, Fininho, e outros astros da Seleção Brasileira, conhecidos mundialmente.

Os maiores campeões da competição até hoje são: Carlos Barbosa 5 vezes, Jaraguá do Sul 4, Ulbra 3, Atlético Mineiro, ADC Intelli Orlândia e Pato Branco Futsal 2 vezes cada. Os outros campeões foram: Internacional (RS), Vasco da Gama (RJ), Santos, Brasil Kirin, Corinthians Paulista e Joinville (SC).



Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 
Relacionadas »
Comentários »