23/06/2020 às 09h41min - Atualizada em 23/06/2020 às 09h41min

CBF TEM AVAL PARA RECOMEÇAR O FUTEBOL

ALBERTO GOMIDE

Se depender do Ministério da Saúde, a CBF já tem aval para a retomada das competições em nível nacional no país mesmo em meio à pandemia do coronavírus. A entidade que comanda o futebol nacional elaborou um protocolo de 30 páginas que foi aprovado pelas autoridades do governo federal. No entanto, a decisão de liberar ou não a prática esportiva cabe às administrações estaduais e municipais. A CBF tem a ciência de que, mesmo com ok do poder público nacional, a volta da Copa do Brasil e o início do Campeonato Brasileiro ainda estão distantes. "Quem falar em data vai errar", resumiu Jorge Pagura, chefe do departamento médico da entidade. Haverá um limite de 40 pessoas por delegação e procedimentos detalhados para chegada e permanência nos estádios, além de quantidade determinada de profissionais presentes nos vestiários. Também já está definido que, quem não estiver jogando terá que usar máscaras. Além disso, cuspe em campo, conforme sugestão do ministério, não será aceito em hipótese alguma. Existe ainda uma preocupação para evitar aglomerações de torcedores fora dos estádios enquanto não estiver permitida a presença de público. Pelo protocolo, testes de Covid-19 antes das partidas não serão exigidos, mas a CBF vai bancar a análise de PCR no início das disputas e, com o andar da carruagem, também acompanhará a questão dos anticorpos em determinados momentos. 

NEYMAR FOI CONDENADO

O atacante brasileiro Neymar foi condenado a pagar uma indenização pela quebra de contrato com o Barcelona, em 2017. A sentença afirma que, ao encerrar o contrato de modo prematuro, Neymar “não apenas não tinha o direito de receber a quantia”, como deveria “reembolsar ao clube o excesso do que recebeu” pela rescisão “sem uma causa justificada”.

VASCO VOLTA MAIS FORTE

Sob o comando do técnico Ramon Menezes, o Vasco sinalizou que o torcedor pode esperar um time bem diferente nesta volta às atividades e competições. “O futebol parte da organização. Essa organização envolve funções. Eu vejo o futebol com o atleta sabendo o que fazer quando tem a bola e quando não tem. A vontade desse grupo é imensa, são jogadores que transmitiram essa vontade durante esse período todo, de uma maneira excepcional. O que eu tenho passado para eles é que não vamos ganhar só na vontade e também não vamos ganhar só na organização. É esse equilíbrio entre a vontade e a organização, que envolve funções”, e, em seguida, elogiou a conduta do grupo cruz-maltino.

LEWIS CONTRA O RACISMO

O hexacampeão da F-1, Lewis Hamilton, foi às ruas de Londres no domingo para participar de manifestações contra o racismo. O inglês de 35 anos, único piloto negro na principal categoria do automobilismo, se juntou aos manifestantes que protestam, entre os temas, a morte de George Floyd, americano negro que morreu após ser sufocado por um policial branco em Minneapolis, nos Estados Unidos, no dia 25 de maio. "Fui ao Hyde Park para a manifestação pacífica e fiquei muito orgulhoso de ver pessoalmente tanta gente de todas as raças e origens apoiando o movimento", ele escreveu em suas redes sociais. "Estou confiante de que a mudança virá, mas não podemos parar agora. "Hamilton tem sido bastante ativo na atual onda de manifestações, embalada pelo lema "Black Lives Matter" (vidas negras importam) em todo o mundo.

INCREMENTAR O FUTEBOL 7

Pensando em incrementar o futebol 7, a Minifootball Brasil, organização responsável pelo desenvolvimento do Minifootball (futebol reduzido) no país, nas categorias Futebol 5, Futebol 6, Futebol 7 e IndoorSoccer, se uniu com a Ferj F7 (Federação do Estadual de Futebol 7 do Rio de Janeiro) e a Liga TP de Futebol 7 e, juntas, criaram o Movimento Unifica F7. As três entidades, que estão entre as mais importantes do esporte no Rio de Janeiro, passam a trabalhar em conjunto, unindo esforços, experiências e recursos em prol da modalidade. O objetivo é criar um processo inovador que vai contar com novas estratégias que vão desde a organização de novos torneios a oportunidades internacionais. O pontapé inicial será dado com o Campeonato Carioca de futebol 7, que vai acontecer a partir de agosto deste ano, caso todas as atividades estejam liberadas pelas autoridades governamentais e de saúde.


Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 

Relacionadas »
Comentários »