19/06/2020 às 16h10min - Atualizada em 19/06/2020 às 16h10min

SEDE DA LNT VAI PARA UBERABA

ALBERTO GOMIDE
A exemplo de todos os outros segmentos esportivos, a Liga Nacional de Truco também segue na expectativa sobre as atividades para fechar a temporada 2020, que mal começou e foi forçada a suspender o Campeonato Nacional, devido ao coronavírus. Falei ontem com o presidente Denilson Antônio Silva (foto), que disse o seguinte: “Vamos fazer uma reunião nos próximos dias para definir tudo, mas a expectativa é que o campeonato não terá continuidade mais este ano”. E continuou: “não temos data, o campeonato é longo, tem participação de 14 equipes e apenas cinco rodadas foram realizadas. Outra dificuldade: a sede da LNT no ano que vem vai para Uberaba, obedecendo o tradicional sistema de rodízio para a administração da entidade. Assim, o pensamento é cancelar o restante do campeonato e organizar todos os detalhes para a transferência da Liga para Uberaba. Para que isto aconteça precisamos acertar todos os detalhes, eleger a nova diretoria e realizar a assembleia para a devida e necessária prestação de contas. Isto feito, facilita para a próxima diretoria tomar conhecimento de toda a situação e se organizar para os trabalhos, já pensando na próxima temporada. Este é o meu pensamento inicial, mas que só será definido com a reunião que faremos nas próximas semanas”, disse Denilson Silva.

O mandato de cada diretoria na LNT é de dois anos. Na administração anterior (2017/2018), o presidente foi José Evaldo Mendonça, que teve o próprio Denilson como vice. Agora, no atual mandato (2019/2020), Denilson foi para a presidência e José Evaldo para a vice. Para a gestão 2021/2022, em Uberaba, o presidente será Daniel Mendes, que é diretor do São Benedito, mas que, neste campeonato, estava jogando pelo Internacional de Araguari.

O campeonato parou no dia 15 de março com a realização da quinta rodada. Durante essas disputas, as equipes que se destacaram foram o Colorado de Uberaba, único que estava invicto, com aproveitamento de 100% (15 pontos). Na sequência estavam Shaparraw de Uberlândia, Minas e Internacional, ambos de Araguari, e o Dragão de Ouro de Uberlândia com 12 pontos. Depois vem o Águia Dourada de Uberlândia com 10, o Santa Maria de Uberaba com 9, e o São Benedito de Uberaba com 7. Esses seriam os oito melhores colocados que se classificariam para a fase seguinte. Os outros são: Itumbiara com 6, Três de Ouro de Uberlândia com 3, Operário e Independente, os dois de Uberlândia, com 1 ponto, enquanto o Az de Ouro de Tupaciguara e o Coringão de Catalão ainda sem pontos. A equipe que marcou mais quedas foi o líder Colorado (110) e quem marcou menos foi o lanterna Coringão (73); o melhor saldo era do Shaparraw (37).
 
RAPIDINHAS
 
- O paradesporto de Uberlândia viveu na quarta-feira (17) um dia especial. O treinador de Halterofilismo do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU)/Futel, Weverton Santos, promoveu a live “Ciência, Vivências e Atualidades”, transmitida pelo seu perfil no Instagram. Durante a live, o técnico falou sobre os avanços da ciência em benefício do paradesporto com o professor universitário Silvio Soares Santos, coordenador do Centro de Referência Paralímpico (CRP), que funciona em parceria com o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Futel.
 
- Está sendo construída no complexo Parque do Sabiá uma piscina infantil, localizada ao lado da piscina adulta, próximo à entrada pelo bairro Tibery. A piscina será em fibra de vidro e terá 240 metros quadrados, com 60 centímetros de profundidade e acessibilidade. Quatro quiosques também estão sendo construídos no Parque do Sabiá, pela Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel).
 
- Professores de natação da Futel, quando retornarem às atividades, vão trabalhar sob cobertura de proteção durante as aulas nas piscinas do Parque Sabiá, UTC e Mansour. As atividades estão paralisadas por conta do coronavírus; as escolinhas têm, atualmente, 2.502 alunos de hidroginástica, 919 de natação infantil e 402 de natação adulto.
 
- A Federação Mineira de Futsal está tentando por todos os meios programar a volta do futsal, começando com o Campeonato do Interior. Como o campeonato é longo e envolve clubes de várias cidades do Estado, a situação fica ainda mais difícil. É que cada cidade está administrando com dificuldades a situação do coronavírus e o retorno das atividades esportivas não consegue unanimidade.



Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 
Relacionadas »
Comentários »