29/04/2020 às 13h59min - Atualizada em 29/04/2020 às 13h59min

Doutor Alessandro e o Futebol

Filho do seu Fausto e da Dona Terezinha, o Lele, como é conhecido, tem história no futebol de Uberlândia.

Estudante de escola pública, bolsista pós-greve do Colégio Anglo, entrou para o curso de Medicina aos 16 anos, participou das equipes Praianas Campeã Estadual de 1972 e Vice Campeã Estadual de 1973.

Cursando medicina, o mesmo jogava todos os torneios Universitários, mas em 1993 teve uma lesão nos ligamentos do joelho, tentando seu retorno em 1995, mas operado em 1996.

Aos poucos essa história ainda teria muito chão, sua especialização em pediatria, após ter passado na seleção Unicamp, Alessandro começou ativamente a cooperar fora de quadra com o Futsal.

Além da participação no Girassol, AABB e a Copa Futel campeonatos tradicionais em Uberlândia o Praia Clube o convidou para fazer parte do grupo que deu ao Praia o retorno ao título do Campeão Mineiro de Futsal pós muitos anos.

Junto com o Mikimba, saudoso Mikimba, peça importante para o início vencedor desse processo que despertou ao Praia o retorno à Liga Nacional de Futsal.

Pediatra, Pai, empresário, ex-jogador em plena atividade, doutor Alessandro é responsável por histórias fantásticas e muito brilho dentro do esporte. São anos junto com o Braveza e o Hospital Santa Clara a frente dos muitos títulos internos dos charmosos futsal, futebol e society praiano!

São mais de 10 títulos no interno/aberto de futsal, society, futebol de campo e veterano.

Sem contar com incentivo em diversos projetos sociais como Projeto Futsal Feliz, Escola Segismundo Pereira, Uberlândia Futsal, Pró Humanos entre tantos.

São diversas ações sociais em bairros que o mesmo mantém em sigilo, mas já presenciei de perto o zelo e a rotina na busca de um futuro melhor.

Doutor Alessandro, Lele, carrega desde a seleção do Didi no Praia a paixão pelo Flamengo.

O amigo dos boleiros e a respeitada história do amor ao esporte, principalmente a paixão pelo futebol.

Muitas histórias estão chegando por aí.

Viva o Futebol.



Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.


 
Relacionadas »
Comentários »