14/03/2020 às 08h00min - Atualizada em 14/03/2020 às 08h00min

Pare de “empurrar com a barriga”!

KELLY BASTOS (DUDI)

Bom dia!
 
Você imagina quanto você ganha na sua vida quando para de “empurrar tudo com a barriga”? Todos nós procrastinamos em algum momento da vida, o problema é quando ela vira um estilo de vida! Você costuma deixar tudo para última hora e, às vezes não dá tempo? Você já perdeu dinheiro por adiar o pagamento de contas e depois teve que pagar juros? Já perdeu inscrição para aquele concurso que tanto queria? Já perdeu um relacionamento legal por que a pessoa não queria alguém “preguiçoso/a” ao seu lado?

Já perdeu um emprego, ou uma promoção, por ser considerado/a profissional que tem ideias e boas intenções, mas não tem ação? O procrastinador tem características de personalidade como: impulsividade, não lida bem com rotina, falta disciplina, tende à distração, não é muito organizado, tem boa intenção, mas não age. Você se identificou com alguma dessas?

Não é possível medir, pois são absurdos os ganhos na sua mente, no seu corpo, no seu dia, na sua vida: sua saúde geral melhora, pois a ansiedade baixa. Sua produtividade aumenta, juntamente com seu foco e criatividade, pois sua mente “aquieta” mais os pensamentos, parando de preocupar-se, consciente ou inconscientemente, com tudo aquilo que fica sem ser feito, mas fica sendo lembrado por você o tempo todo.

Sua motivação e autoestima aumentam, já que você se fortalece ao ir dando baixa nas pendências e, melhor ainda, não acumulando mais. Você passa a ter muito mais energia, pois a procrastinação é um dos maiores ladrões de energia. Para deixar a procrastinação de lado e voltar-se para a ação é necessário mudar comportamento.
 
Além disso, você precisa adotar estas ações específicas:
- Viva sempre o agora, isso ajuda a desenvolver o foco e a disciplina.
- Acredite que você pode e consegue mudar.
- Não espere pela perfeição. Não espere que os demais o motivem. Não espere pelo momento certo. Não espere. “Se o seu barco não vem a você, nade e vá ao seu encontro”. Jonathan Winters – Assim você ativa a proatividade!
- Reveja crenças e comportamentos limitantes. Acredite no seu potencial!
- Pare de reclamar! Você gasta energia e mata neurônios assim!
- Imagine um freio dentro do seu cérebro. Sempre que você sente que vai empurrar com a barriga algo, feche os olhos e imagine você soltando o freio.
- Faça sempre as tarefas mais difíceis e/ou mais chatas primeiro, deixe as prazerosas para o final, assim você recarrega sua bateria.
- Programe recompensas para quando você alcançar seu objetivo, isso ajuda a criar prazer por fazer algo.
- Coloque como crença máxima que: zonas de conforto são perigosas. Feche os olhos e perceba em qual área de sua vida você está na zona de conforto. Veja você afundando na areia movediça, que é sua zona de conforto. Abra os olhos e planeje a mudança. Mas, escreva no papel. O que você deixar na cabeça, corre o risco grande de ser perdido.
- Pare de culpar os outros, ou a si. Culpa não deixa a gente sair do lugar.
- Se percebe que não consegue sozinho, peça a um amigo para que acompanhe sua evolução. Comprometer-se com outra pessoa ajuda a sair da zona de conforto.
- Saia do papel de vítima. Você chegou a essa situação. Quando assumir isso, 50% do seu problema já estará resolvido!
Finalizando, escolha uma ou duas mudanças de cada vez, afinal, melhor devagar e sempre.
 
Boa semana!
 
Um abraço cheio de energia motivadora!

*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

















 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »