29/01/2020 às 13h01min - Atualizada em 29/01/2020 às 13h01min

Nas asas da FAB

LEANDRO MAZZINI
Se depender do Congresso Nacional, a farra dos voos da FAB vai permanecer como está. Algumas propostas que previam regras mais rígidas para autoridades usarem os aviões foram arquivadas. Outra, do Senado, tramita há cinco anos e ainda espera votação na Comissão de Assuntos Econômicos. O secretário executivo da Casa Civil, Vicente Santini, foi ejetado do cargo após usar avião da Força Aérea Brasileira para viajar à Índia. Santini viajou acompanhado de mais duas servidoras.  
 
Excessos
Autor do projeto (PLS 592/2015), o senador Lasier Martins (Podemos-RS) afirma que polêmicas como a protagonizada por Santini não ocorreriam se a lei estivesse em vigor: “Minha intenção é impedir excessos por parte de autoridades”.
 
Gaveta
Outras duas propostas que também pretendiam frear a farra dos voos, do ex-deputado Chico Alencar e do ex-senador Pedro Simon, foram arquivadas em 2015. À época do arquivamento, Alencar resumiu: “Não há vontade política para mudar as regras”. 
 
Serviço
No ano passado, na véspera das festas de fim de ano, os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), embarcaram em aviões da FAB para suas residências. No dia 25 de dezembro, Maia saiu do Rio e voou para o aeroporto de Viracopos. O registro da FAB diz que o motivo da viagem foi “serviço”.    
 
Aeroporto
A Direção-Geral da Polícia Federal vetou a participação de agentes e delegados da corporação em um programa produzido por um canal de televisão por assinatura que mostra os bastidores do combate a crimes – tráfico internacional de drogas, contrabando, imigração ilegal, entre outros – em aeroportos.
 
Investigação
À Coluna, a PF afirma que, para preservar a intimidade dos passageiros, segurança dos policiais e as técnicas de investigação policial, “não seria pertinente tal autorização”.
 
Nuclear
O secretário de Energia dos Estados Unidos, Dan Brouillette, vem ao Brasil em fevereiro para, entre outros acordos, formalizar a cooperação bilateral entre o Instituto de Energia Nuclear (NEI, na sigla em inglês) e a Associação Brasileira para Desenvolvimento de Atividades Nucleares (ABDAN).
 
Angra 3 
Pela previsão do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, a construção da usina  nuclear Angra 3 será retomada neste ano. Em Nova Deli, na Índia, Albuquerque afirmou que o setor nuclear passou a ter prioridade no Governo Bolsonaro e citou a abertura do setor de mineração de urânio.
 
Milhas
As milhas áreas acumuladas em viagens a trabalho por servidores da União podem ser revertidas para projetos sociais nas áreas de esporte, cultura e educação. É o que propõe o deputado tucano Daniel Trzeciak (RS) no projeto de lei 5963/2019: “As passagens são adquiridas com dinheiro público e, por isto, devem retornar para a população”.
 
Nobel
O médico e deputado federal Zacharias Calil (DEM-GO) foi indicado ontem ao Prêmio Nobel de Medicina por seu trabalho no tratamento de doenças raras, como a separação de gêmeos siameses, síndrome do lobisomem e também pelo desenvolvimento de medicamento para tratar hemangiomas em crianças.


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.





 
Relacionadas »
Comentários »