20/01/2020 às 13h10min - Atualizada em 20/01/2020 às 13h10min

Crise no INSS

LEANDRO MAZZINI
Ex-presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o procurador Edison Garcia afirma que, uma das medidas emergenciais para solucionar a crise no órgão, seria a convocação remunerada de servidores (técnicos e analistas previdenciários) aposentados. À Coluna, Garcia diz que alertou a equipe econômica do governo de transição sobre a falta de pessoal do INSS. O procurador também pediu ao Ministério do Planejamento, em 2018, a realização de concurso público, mas a solicitação foi negada.   
Déficit
Segundo o ex-presidente do INSS, o órgão hoje precisaria de cerca de 3 mil servidores para atender à demanda. Garcia lembra que o Instituto já teve 50 mil funcionários. Em 2018, reduziu para 33 mil. Atualmente, tem 23 mil.
 
Militares  
Mais de 30 entidades vinculadas ao Fórum das Carreiras de Estado reagiram à convocação de sete mil militares para reforçar o atendimento no INSS. Os servidores defendem, “como solução temporária para a crise, a convocação, via abono de permanência, de servidores aposentados”.
 
Sem cabimento
O general Santos Cruz, ex-ministro de Bolsonaro, também é contra a convocação de militares para o INSS: “Não tem cabimento. Colocar militares para qualquer coisa é simplismo, falta de capacidade administrativa”.
 
Serviços
Deputados ligados ao setor de serviços criticam a posição da equipe econômica do governo Bolsonaro de criar um imposto unificado para PIS/Cofins com alíquota única na reforma tributária.
 
Patamar
Presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Setor de Serviços, o deputado Laércio Oliveira (PP-SE) aponta que micro e pequenas empresas “sofrerão aumento de impostos de 3,65% do faturamento para 12%, na insensata proposta de uma alíquota única”.  
 
Coqueiral
Sabem quem é "dono" de uma das mais paradisíacas praias do litoral sul baiano? O sumido banqueiro Daniel Dantas. Tem uma propriedade de algumas dezenas de hectares com coqueiral plantado em toda a sua extensão de frente para a praia do Satu, ao lado da bucólica vila de Caraíva, distrito de Porto Seguro. 
 
Amazônia
A organização não-governamental Human Rights Watch (HRW) entregou à Procuradoria-Geral da República relatório no qual aponta que, ano passado, houve aumento de ações criminosas envolvidas no desmatamento ilegal da Amazônia.
 
Feriados
O comércio nacional poderá registrar perdas de cerca de R$ 20 bi por conta dos feriados em dias úteis este ano. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), os Estados que tendem a concentrar 57% das perdas estimadas são: São Paulo (menos R$ 5,62 bilhões), Minas Gerais (-R$ 2,09 bilhões) e Rio de Janeiro (-R$ 2,06 bilhões).
 
Princesa
Vítima de racismo, a estudante Ana Luiza, de 9 anos, terá “dia de princesa” hoje em festa no auditório do Ministério da Família e Direitos Humanos. No primeiro dia de 2020, Ana ouviu de uma mulher, em um parque em Anápolis (GO), que “não existe princesa negra”. 


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.







 
Relacionadas »
Comentários »