30/11/2019 às 14h28min - Atualizada em 30/11/2019 às 14h28min

Senador Esquenta-placa

LEANDRO MAZZINI
Conhecido com um país de milhares de receptadores de veículos roubados em Estados fronteiriços como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a Bolívia assiste a um descalabro. O senador boliviano Omar Aguilar acaba de apresentar no Parlamento uma proposta de lei para legalizar os carros sem identificação que circulam no País. São chamados de “autos chutos”. A desculpa é “necessidade social” e maior “arrecadação” para o governo boliviano. Mas a Polícia Nacional de lá e as Polícias dos Estados brasileiros sabem que o termo é “esquentar placa” de carro roubado – muitos deles são provenientes do Centro-Oeste brasileiro, apontam policiais.
 
No Mato Grosso
Levantamento da Coluna junto a Secretarias de Segurança mostra altos números de roubo. No Mato Grosso do Sul foram 449 veículos (carros e motos) roubados este ano até outubro. Ano passado todo, o número fechou em 639.
 
DF lidera

De janeiro a outubro deste ano, o Distrito Federal registrou 2.891 roubos, frente a 3.413 registros em igual período do ano passado. Houve redução de 15,3%.
 
No MS
No Mato Grosso, de Janeiro a Outubro, houve 1.575 roubos. No mesmo período do ano passado, o Estado contabilizou 1.892 roubos. Goiás faz auditoria nos seus dados.
 
Camburão na pista
A Polícia Federal vai retomar cerca de 100 inquéritos sobre lavagem de dinheiro, corrupção e crime de ‘colarinho branco’ que estavam parados com a decisão liminar do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de bloquear repasses de informações do COAF para investigações do MP e Polícia. Agora que a Corte, por unanimidade, liberou os relatórios, o giroflex será religado.
 
Ocultados
O portal do Banco Nacional de Mandados de Prisão, atualizado pelo Conselho Nacional de Justiça, está mais detalhado para a busca. Mas desde o Governo anterior não divulga mais o total de mandados de prisão em aberto. E são centenas de milhares.
 
Embaixador
A pequena cidade de Corrente, no Piauí, ganhou apoiador de peso para demandas em Brasília. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tornou-se um embaixador informal do município e abre-portas. Boa parte de seus familiares reside lá.
 
Itamaraty de olho
O Brasil – e o presidente Jair Bolsonaro – serão novo alvo de ataques, pelo menos nos bastidores, na COP25 em Madri, de segunda-feira até dia 13 de dezembro.
 
Instituto do General
Merecidamente, pelo seu currículo e exemplo cidadão, o general Villas Bôas – ex-comandante do Exército – hoje enfermo, ganhará um instituto com seu nome, “com a missão de melhorar a vida das pessoas”, informam as redes sociais. Lançamento será com eventos na quarta e quinta-feira.
 
SP segura
O Comando de Policiamento Metropolitano de São Paulo ostenta hoje 6,20 ocorrências a cada 100 mil habitantes no Estado. É o menor índice da série histórica, desde 2001. Acredite, proporcionalmente São Paulo tem menos mortes violentas que Miami (11,57), Washington (16,15) e Chicago (24,07).
 
Jazz & Poder
Point dos ministros do Judiciário e das bancas mais milionárias de Brasília, o Balcony Bar foi vendido pelo renomado gourmet José Luiz Paixão a um empresário paulistano. A festa de posse da nova mesa presidência do STJ será no bar, no fim deste ano.


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.







 



 
Relacionadas »
Comentários »