24/11/2019 às 07h30min - Atualizada em 24/11/2019 às 07h30min

Sábios são os que se dão tempo

KELLY BASTOS (DUDI)

Sábios são aqueles que sabem se dar um tempo. Que não se cobram tanto pelos erros, pelas metas e sonhos que ainda não foram realizados. Feliz é aquele que sabe se deixar em paz e não se deixa levar por essa modinha de perfeição.

Bendito seja o que aprendeu que paciência e resiliência devem andar de mãos dadas com a fé, a esperança e uma pitada de ousadia. Somos humanos, não máquinas. Temos sentimentos, e permita-me dizer: eles não são descartáveis.

A Lei da Impermanência: a grande verdade é que não podemos controlar nada, apenas seguir com o fluxo. Quem disse que eu preciso da aprovação dos outros para ser quem eu sou?

Não tenha medo de perder pessoas. Tema perder-se dos seus sonhos, tentando agradar quem não se importa com você. Não existe um roteiro a seguir, quando o assunto é a vida. Sabe esses padrões que estão apertando seu pescoço, ao ponto de quase sufocá-lo? Eles pertencem a uma sociedade contraditória e marcada por muita hipocrisia.

Esses padrões, essas imposições só serão efetivos se você aceitar e se deixar levar. Então, não deixe. Não entre nessa modinha da perfeição. Não se maltrate só para agradar, para pertencer, para ser aceito.

Case-se somente quando (e se) quiser. Comece sua faculdade aos 20 ou aos 50. Tenha filhos, ou viva sozinha (o). Faça dieta se sentir a necessidade ou não, se for mais feliz assim. Cuide da sua saúde por amor a você e não para impressionar ninguém.

E se não tiver certeza sobre nada? Se não souber o que fazer, para onde ir, tudo bem. Tenha paciência com você. Dê-se um tempo de tudo. Não se culpe ou se condene por tudo que (ainda) não deu certo. Por que se autoflagelar, quando você pode simplesmente deixar as coisas serem? Permita que a vida siga seu fluxo natural, sempre confiando no amor, na compaixão e poder da divindade que rege esse Universo.

Somos humanos, não máquinas, então aprenda a se deixar em paz de vez quando. Não leve a vida a pau e pedra. Respeite sua fragilidade, respeite as suas fraquezas, celebre sua liberdade, viva sua verdade, sendo fiel à sua essência! Nós já sabemos que não dá para ser feliz sempre, mas, coragem, ah, isso dá! Então, com coragem, sem pressa, sem pressão e no passo que o faz bem, siga sua caminhada, de cabeça erguida e de peito aberto.

A fé o confortará, a esperança será sua inspiração, a sua fraqueza será transformada em força, e então você sorrirá para a vida e ela, gentilmente, vai sorrir de volta para você!

*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.









 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »