29/10/2019 às 07h45min - Atualizada em 29/10/2019 às 07h45min

UTC: Quem te viu, quem te vê

ALBERTO GOMIDE

Primeiro é bom esclarecer sobre o tripé: Praça de Esportes Minas Gerais, Uberlândia Tênis Clube (UTC) e Praça de Esportes Uberlândia. A Praça de Esportes Minas Gerais foi doada pelo Estado ao Município de Uberlândia em 2005. O UTC sempre foi nome de fantasia, que hoje nem existe mais. O correto hoje é Praça de Esportes Uberlândia, pertencente à Prefeitura da cidade, com toda a sua área de 18.665,74 metros quadrados e construções/benfeitorias, claro. Mas o nome fantasia UTC continua sendo utilizado, acrescido para UTC/CMAR – Centro Municipal de Alto Rendimento. Feito o esclarecimento, o importante é a transformação por que já passou e continua passando o tão querido clube da cidade, criado em 1943.

Concluída toda essa transação legal entre Estado e Município, a Prefeitura, através da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), convidou o servidor Luiz Carlos Ferreira Arantes para administrar a Praça de Esportes Uberlândia (UTC/CMAR). Iniciou-se, imediatamente, um longo trabalho de revitalização geral no clube.

Segundo o diretor, vários serviços foram realizados imediatamente, para dar condições de o clube retornar às suas atividades. Na piscina olímpica, os trocadores de calor foram substituídos, possibilitando a quebra da água fria; no ginásio Homero Santos foi substituída toda a iluminação antiga por LED, piso de madeira reformado possibilitando a realização de jogos do campeonato mineiro de futsal, voleibol e basquete; as quadras de vôlei do anexo, receberam reformas no piso e iluminação; e o salão de lutas ganhando as modalidades de karatê e judô.

O ginásio Dr. Eugênio Pimentel Arantes foi completamente reformado, inclusive com a troca do piso. Este ginásio, ao longo de décadas, sempre foi palco de importantes competições nas modalidades de futsal, vôlei, basquete e handebol, sediando até campeonatos estaduais, do próprio clube e de outros segmentos da cidade. Hoje está inclusive adaptado para a prática da ginástica artística, ganhando equipamentos novos e modernos para a modalidade específica.

Quase 2 mil alunos de 5 a 60 anos já estão participando das aulas, em vários horários, tanto em escolinhas de iniciação como em equipes de competição, em várias categorias e modalidades, além da natação, hidroginástica, futsal, vôlei feminino, basquete, karatê, judô, ginástica funcional e ginástica artística. Já estão disputando competições oficiais equipes de futsal, voleibol e basquete masculino. 

“Nossa meta é chegar a 3.000 alunos matriculados no próximo ano. Com o necessário apoio da Fundação, certamente vamos atingir nosso principal objetivo, que é a formação de atletas para competições e trabalhar também como formadores de pessoas. Para tanto, temos profissionais especializados em cada modalidade”, disse Luizão.

*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.





 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »