07/09/2019 às 14h45min - Atualizada em 07/09/2019 às 14h45min

O Presidente falador

JOÃO BOSCO

Olha: para falar a verdade, eu acho muito bom essa coisa de viver para ver o nosso presidente a falar pelos cotovelos. Não sei por que, mas anima o interior e conforta o país esse presidente falante que sorri a cada dia, dá abraços, come sanduba, diz coisas otimistas. Em minha opinião isso só pode exaltar como eu uso dizer agora. O Brasil já é naturalmente triste, com sua gente perdida pelas imensidões melancólicas; ficaria pior com um presidente casmurro e mudo dentro do Palácio. A oposição, que é mal-humorada por princípio, diz que, assim, o presidente não tem tempo para se concentrar no estudo de nossos problemas, não pode governar. Por mim, eu prefiro um presidente nas redes sociais! Falando, ele é um locutor federal, que não faz mal a ninguém, obriga ter festinhas com banda de música, refrigerante e docinhos para as crianças. E os senhores da oposição têm certeza de que seria melhor para o Brasil se o Capitão Bolsonaro falasse menos e pensasse mais? Tenho minhas dúvidas. Falai, presidente, falai!

(Adaptação de “O Presidente voador” escrito por Rubem Braga em 1957, sobre JK)

*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »