18/07/2019 às 08h41min - Atualizada em 18/07/2019 às 08h41min

Fome de protagonismo

TIAGO BESSA

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, tem mesmo uma gana insaciável de estar sempre em evidência. Como seu time não anda ajudando muito, ele agora resolveu acionar a metralhadora giratória nas suas falas. A começar pela polêmica sobre um suposto pedido de emprego do Raí na CBF. O ex-jogador está lá ocupando seu cargo de diretor executivo do São Paulo, enfrentando muitas dificuldades com o elenco fraco que conseguiu montar, mas faz um trabalho de reconstrução, o que, todos sabemos, é muito complicado quando não há recursos financeiros para tanto.

O fato é que o Raí nunca se envolveu em escândalos ligados à corrupção no futebol e, também por ser ídolo da torcida são-paulina, é respeitado por onde passa. Já o Andrés conhece muito bem o subsolo da CBF, pois foi diretor de seleções desta entidade entre 2011 e 2012, e não tenho muita certeza se a ele podemos atribuir tanta lisura. Ainda que o São Paulo passe por uma fase difícil no futebol, por que o Raí o trocaria por um cargo em uma instituição de organização e honestidade duvidosas?

Depois foi a vez de o Andrés falar do Flamengo e do Palmeiras, conjecturando sobre uma possível queda “natural” de rendimento dessas equipes depois de gozarem de ascensão financeira e, no caso do Palmeiras, de muitos títulos nos últimos anos. Não há como negar que o futebol é cíclico e que nenhum time consegue se manter no auge por muitos anos, mas o tom jocoso do presidente corintiano pode ser um indicador de seu incômodo com a fase dos adversários (e do Corinthians, claro). A vontade de permanecer nos holofotes supera o bom senso do cara!

Arriscando prognósticos  
Não costumo fazê-lo, mas vou arriscar palpites para os jogos da Copa do Brasil (esta edição foi fechada antes da conclusão dos jogos de quarta-feira):

 

  • Apesar de o Atlético Mineiro ter um histórico recente de superações milagrosas, o Cruzeiro deve passar.

  • O Bahia deve eliminar o Grêmio sem necessidade de pênaltis.

  • O Flamengo vem embalado pela goleada sobre o Goiás e deve passar às semifinais.

  • Entre Internacional e Palmeiras é mais difícil arriscar, mas o time paulista deve conseguir segurar a pressão no Beira Rio e ir às semifinais também.

    *O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »