18/01/2019 às 09h00min - Atualizada em 18/01/2019 às 09h00min

Resenha esportiva

ALBERTO GOMIDE
Goalball terá festival dia 26 no CIE
 
O golbol, também conhecido por goalball, foi inventado em 1946 pelo austríaco Hanz Lorenzen e pelo alemão Sett Reindle. É um jogo praticado por atletas que possuem deficiência visual, cujo objetivo é arremessar uma bola com as mãos no gol do adversário. Cada equipe joga com três jogadores e três reservas, sendo obrigatório o uso de vendas nos olhos por todos os atletas. A sua percepção é pelo tato e audição; as linhas do chão são o motivo do jogo em que o tato prevalece. A bola possui guizos para o uso da audição e assim eles podem saber em que direção a bola está indo. É um jogo que precisa de muita concentração, por isso não ter o barulho ensurdecedor da torcida e da equipe é de extrema importância para o jogo. A Associação dos Deficientes Visuais de Uberlândia (Adeviudi), que trabalha em parceria com a Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), promove no próximo dia 26, um sábado, das 7h às 19h, um Festival de Goalball, para atletas da cidade e região. O evento está marcado para o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), que fica na avenida Amsterdan, 432, no Jardim Europa, e que foi inaugurado no ano passado, no fim do mês de agosto, comemorando o Dia de Luta da Pessoa com Deficiência (21 de setembro). O CIE atende pessoas com deficiência nas modalidades de goalball, atletismo e bocha e está recebendo também alunos iniciantes no halterofilismo, vôlei sentado e judô.
 
RAPIDINHAS
 
● A coordenação de esportes do Clube de Caça e Pesca está preparando programação para iniciar campeonatos. Jaison de Freitas, expert no assunto, conversa com representantes de tradicionais equipes para discutir detalhes e abrir inscrições. Normalmente começa a temporada com o futebol de campo, mas tem também o futsal e o terrão.
 
● O técnico de futsal do Praia Clube, Marcelo José Duarte, o Morcego, vem com trabalho forte neste ano. Além de ser o treinador do time adulto, dirige também o sub-17. Ambos vão disputar os campeonatos do interior, estadual e ainda a Taça Brasil, por terem sido campeões no ano passado nas categorias.
 
● O Tangará Country Club também promete intensa programação esportiva para este ano. O coordenador Carlos Gomes dos Santos, o Carlão, deixou o associado mal acostumado com a realização de vários eventos e a meta é repetir e até aumentar os torneios, já que a demanda do associado atinge todas as áreas do esporte.
 
● No Cajubá Country Club, a temporada esportiva começa com o tradicional “Racha dos Velhos Malandros”, que inclusive promove evento de reconhecimento ao final da temporada, homenageando nomes que passaram com destaque pelo Uberlândia Esporte Clube. Promoção do jornalista Celso Machado, da Close Comunicação.
 
Relacionadas »
Comentários »