05/11/2018 às 09h27min - Atualizada em 05/11/2018 às 09h27min

Saúde deles!

ANGELA SENA PRIULI
Seguindo os alertas do novo mês, vamos descobrir o que a ciência diz sobre a saúde do homem durante todo novembro "azul". Para início de conversa, é importante dizer que homens vivem, em média, sete anos menos do que as mulheres. Isso porque faltam atitudes preventivas, como consultar um médico regularmente para realização de exames de rotina aliado aos maus hábitos de alimentação e atividade física (que não é só costume masculino).

Aproveitando o tema hábitos, falaremos hoje sobre como a obesidade afeta o desenvolvimento do câncer de próstata e como a expectativa de vida dos meninos pode ser aumentada, cuidando desse fator de "peso"! Então, vejam o que temos saindo do forno da ciência para a mesa masculina:

1. Câncer de próstata agressivo tem mais chances de ocorrer em homens obesos
Uma revisão científica que abordou pesquisas publicadas durante 21 anos (1991 a 2012) mostrou que evidências crescentes sugerem que a obesidade nos homens está associada à elevada incidência do câncer de próstata agressivo, ao maior risco de falha bioquímica (o indíviduo não responder bem ao tratamento) após prostatectomia radical e radioterapia, maior frequência de complicações após terapia de privação de hormônios e aumento da mortalidade específica por este tipo de câncer.

Estes resultados podem em parte relacionar-se com dificuldades em detectar e tratar homens obesos. No entanto, múltiplos mecanismos moleculares também poderiam explicar essas associações. A perda de peso retarda o câncer de próstata em modelos animais e foi visto que parece funcionar em humanos também (vide item 3).

2. Obesidade pode afetar o exame de sangue que prediz o câncer de próstata
Para contrapor os dados acima, um estudo publicado nesse ano realizado em 970 homens australianos revelou os efeitos da obesidade nos níveis de PSA detectados no sangue.

Lembrando: níveis elevados de antígeno prostático específico (PSA - molécula associada aos níveis de testosterona) no sangue podem ser um indicador de câncer de próstata e levar a novas investigações diagnósticas.

No entanto, foi mostrado, pela primeira vez, que a concentração de PSA no sangue é menor em homens com obesidade severa (com IMC de 30 ou mais) do que em homens magros, e isso pode ser atribuído a concentrações mais baixas de testosterona circulante. A grande questão é que isso implica sobre como os médicos devem interpretar os níveis de PSA em homens que são obesos, para não termos um exame falso negativo inicial para câncer de próstata.

3. Cirurgia para perda de peso pode diminuir o risco do homem desenvolver câncer de próstata
Este resultado foi revelado a partir de uma nova análise publicada no British Journal of Surgery (2018) realizada a partir dos dados de 8.794 pacientes obesos que foram submetidos a bypass gástrico, banda gástrica ou gastrectomia vertical em comparação com 8.794 indivíduos obesos que não tinham passado por cirurgia desse tipo.

Os pacientes que se submeteram à cirurgia tiveram uma redução de 77% no risco de desenvolver câncer relacionado a hormônios, como o câncer de próstata. No entanto, só para chamar atenção, o bypass gástrico resultou na maior redução de risco (84%) para o câncer relacionado a hormônios, mas foi associado a um risco maior que o dobro de câncer colorretal.

Estudos adicionais são necessários para entender os mecanismos biológicos por trás desses achados, mas já podemos perceber que esse tipo de intervenção, ainda que invasiva, é benéfica em muitos aspectos além da estética.

Cuidados com a alimentação e atividades físicas nunca foram tão tratados em todas as mídias, mas é por que a ciência realmente tem mostrado por A+B como o estilo de vida influencia na saúde e bem estar. Homem, bora viver bem e por mais tempo com qualidade? Coma bem e se exercite regularmente!

Fontes:
Allott, Emma H. et al. Obesity and Prostate Cancer: Weighing the Evidence. European Urology, Volume 63 , Issue 5 , 800 - 809, 2012.
Aref et al. The inverse relationship between prostate-specific antigen (PSA) and obesity. Endocrine-Related Cancer, 2018; ERC-17-0438
Mackenzie et al. Obesity surgery and risk of cancer. British Journal of Surgery, 2018
Relacionadas »
Comentários »