18/06/2018 às 09h26min - Atualizada em 18/06/2018 às 09h26min

Perfil

TANIA MALAMUD | COLUNISTA
Bruno Vasconcellos, diretor comercial da regional sudeste da Tim Brasil (DIVULGAÇÃO)
O novo diretor comercial da Regional Sudeste da TIM Brasil, Bruno Vasconcellos, iniciou sua carreira como vendedor em uma loja em Belo Horizonte e hoje lidera cerca de 2.600 pessoas, direta e indiretamente na operadora.
 
Poderia nos contar um pouco sobre sua vida pessoal e profissional? 

Nasci no Rio de Janeiro, mas fui criado em Minas Gerais. Aos cinco anos mudei com minha família para Belo Horizonte. Morei na capital mineira até os 28, onde me formei em Administração de Empresas na UNA. Aliás, minha influência e formação foi toda em BH. Estudei no Marista Dom Silvério. Cursei também MBA em gestão de Negócios no IBMEC, em São Paulo.
 
Há quanto tempo está na TIM Brasil e quais funções já ocupou?
 
Comecei a carreira na TIM Brasil em 1998 como vendedor em uma loja no BH Shopping, onde em apenas duas semanas me tornei subgerente e depois gerente, percorrendo várias lojas da operadora. Em meados de 2003 saí da TIM, mas continuei atuando no mercado de telefonia.  Nessa época, fui para o Rio de Janeiro, morei em Goiânia e Brasília. Voltei em 2011 para a TIM Brasil em São Paulo como gerente sênior, onde fiquei por um ano. Sempre atuei na área comercial. Fui promovido como gerente executivo nacional, passando a diretor corporativo de vendas e diretor nacional de estratégia de canais e, agora, assumi o desafio de estar à frente como diretor comercial dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo.  Hoje, aos 39 anos, posso dizer que já vivenciei as duas pontas da venda: da execução à estratégia, o que agregaram muito na minha trajetória e conhecimento do negócio. 
 
Quantas lojas da TIM Brasil há no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba? Pode fazer análise desses dois mercados dentro de um contexto comparativo a demais regiões do interior no País? 

Atualmente, temos 26 pontos de vendas, entre lojas próprias e revendas, que são operadas por parceiros TIM. Isso sem contar nossa presença nos varejos locais e nos pontos de distribuição de chip e recarga. O Triângulo Mineiro é uma região que apresenta dinâmica econômica e social relevantes para Minas Gerais e para o Brasil, concentrando uma importante faixa do PIB do Estado.
Os municípios dessa região concentram uma vasta população com altos índices de desenvolvimento humano e números equivalentes às regiões mais produtivas do país. Temos uma forte presença e investimentos em Minas Gerais e seus polos sempre estão no nosso radar. Prova disso são os investimentos na região: hoje, mais de 90% de população urbana é coberta com a tecnologia 4G da TIM Brasil.
Especificamente no Triângulo Mineiro, contamos com as tecnologias 2G, 3G e 4G, e em breve ativaremos a faixa de 700 MHz, permitindo um maior alcance da cobertura indoor. Também ampliaremos ainda mais a cobertura ao longo do ano na região. No Alto Parnaíba, também contamos com as três tecnologias da rede (2G, 3G e 4G) e vamos operar na faixa de 700 MHz ainda este ano, após liberação da frequência pela Anatel/EAD, melhorando ainda mais a cobertura, principalmente a indoor. Também temos prevista a instalação mais antenas, melhorando ainda mais a nossa cobertura na região.
 
 A TIM Brasil vem inaugurando lojas em todo o Brasil desde o ano passado. O que há de inovador nesse tipo de negócio? Há planos de expansão desse modelo de loja em Minas Gerais? E, caso sim, isso incluí o Triângulo e Alto Paranaíba? 

O novo conceito das lojas traz mudanças importantes no atendimento, na estrutura, no merchandising e no design, alinhados ao posicionamento da marca. Com mais atrativos para os clientes, o espaço oferece experiências e interatividade com os produtos e serviços da operadora e possui módulos específicos para fabricantes de aparelhos, lançamentos e degustação. Dentro da loja, os clientes poderão experimentar serviços da TIM Brasil, como o TIM Music by Deezer, TIM Banca Virtual e o app de autoatendimento MEU TIM, que está em um espaço exclusivo para que os consumidores entendam como agilizar suas demandas utilizando a solução.
Já no próximo mês é a vez de Belo Horizonte ser contemplada com esse novo formato de loja 100% digital. E temos também grande interesse em levar esse modelo para o Triângulo e o Alto Paranaíba. Ao todo, serão mais de 60 lojas digitais até o fim do ano em todo o Brasil.
 
Quais são os maiores desafios que um gestor comercial enfrenta neste momento?
 
O mercado de telecom é muito dinâmico e concorrido, principalmente no estado de Minas onde há cinco players. Diante desse cenário, é preciso ter alta capacidade de inovação, entrega e adaptação sempre em curtíssimo espaço de tempo e nas mais variadas frentes, que incluem o cenário macroeconômico, investimentos constantes em tecnologia, lançamentos e na experiência do cliente.
 
Como manter uma equipe motivada em tempos de crise e com a concorrência?
 
A questão da liderança me acompanha desde o início da minha carreira. Sempre tive facilidade de lidar com as pessoas. É o que eu mais gosto de fazer: mobilizar gente em prol de um objetivo. Tive a sorte de me darem a oportunidade de ser gestor muito novo, o que me ajudou muito a desenvolver a habilidade de direcionar equipes para o resultado. Apesar do cenário político e macroeconômico instável, conseguimos apresentar números muito positivos e continuamos a investir no país. Serão R$ 12 bilhões no triênio, até 2020.
Para mim, a motivação está relacionada “ao fazer junto”. Eu não faço a gestão somente do meu primeiro nível, mas também do segundo, do terceiro e do quarto. É importante as pessoas entenderem e sentirem que fazem parte do todo e que a estratégia também está sendo executada pelo seu gestor. Isso gera motivação, além de avaliações periódicas das equipes para acompanhar de perto os resultados.
  
Creio que hoje a maioria dos serviços da telefonia móvel está ligada ao à internet, principalmente das redes sociais. Como foi a transformação e o que esperar dos próximos 10 anos?
 
É verdade! O canal para acessar o futuro é a telefonia, que oferecerá novas soluções que facilitem o dia a dia dos cidadãos, agregando serviços de valor à conectividade.
Com o crescimento contínuo de dispositivos conectados à nossa volta, a indústria de telefonia celular está se atualizando para apoiar o desenvolvimento do que atualmente chamamos de Internet das Coisas – IoT (Internet of Things). A rede 4G, na qual a TIM é líder no Brasil, já nos permite isso e, com a chegada do 5G, previsto para tornar-se realidade no Brasil até 2020, milhares de outras soluções serão criadas.
Importante ressaltar que a Internet das Coisas é uma verdadeira revolução tecnológica que tem como objetivo proporcionar novas experiências através de uma ampla conexão de objetos e aplicações através da internet e, até mesmo, de intranets. Desta forma, juntamente aos já tradicionais computadores e smartphones, outros elementos, tais como eletrodomésticos, meios de transportes, sensores e até mesmo animais, poderão estar conectados entre si, possibilitando um significativo aumento da produtividade através de serviços que utilizem a automação. A Internet das Coisas irá prover inúmeros serviços nos mais diversos setores, como utilidade pública (energia, água, gás, etc.), logística, indústria pesada e manufatura, automação predial, agricultura, monitoramento e gestão do meio ambiente (condições do tempo, solo, animais, etc.), casas e carros conectados, bem como fomentar o desenvolvimento de novos tipos de dispositivos portáteis para consumo direto dos usuários.
 
 A TIM é líder no Brasil e em Minas Gerais no 4G. Conte um pouco os investimentos para melhorar a experiência do cliente com a nova tecnologia.
 
Desde setembro de 2015, a companhia é líder em cidades cobertas pela tecnologia 4G no Brasil. A cobertura alcança, hoje, mais de 3 mil cidades. Ter a maior e melhor cobertura 4G fez com que a operadora pudesse lançar novos serviços utilizando a rede LTE. A TIM Brasil foi a primeira operadora a lançar o VoLTE (Voice over LTE) na América Latina e no Brasil, e atualmente é a única homologada pela Apple a utilizar a voz em HD devido à qualidade do serviço da TIM no 4G. Hoje, a companhia já oferece a funcionalidade em 1.445 municípios.
Adicionalmente, a TIM Brasil também investiu na ativação do 4G na frequência de 700 MHz, sendo a primeira a ativar a faixa em Brasília, após liberação da EAD/Anatel. Por ser uma frequência mais baixa, o alcance de cobertura pode ser quatro vezes maior comparado ao da faixa de 2600 MHz, que hoje é utilizado no 4G, além de proporcionar uma maior penetração em ambientes indoor. O 4G na frequência de 700 MHz está disponível em cerca de mil municípios, entre eles Uberlândia e, em breve, em Belo Horizonte.
A companhia segue com a estratégia de ampliar cada vez mais a cobertura com foco na melhor experiência do cliente, tendo a meta de cobrir mais de 4.200 cidades até 2020 com o 4G. E todas elas contarão com a frequência de 700 MHz.
 
 
DESAPEGA, DESAPEGA
 
A OLX observou que, de janeiro a maio de 2018, a busca online por itens da seleção brasileira cresceu 300% em sua plataforma.
 
PARCERIA


 
A ITV Urbanismo, de Uberlândia, a urbanizadora mais antiga em atividade do Brasil, com 81 anos, firmou parceria com a Alphaville Urbanismo, líder nacional em empreendimentos horizontais e bairros planejados, com sede em São Paulo, presente em Uberlândia com dois residenciais, Alphaville I e II, localizados no bairro Granja Marileusa, na zona leste. A ITV investirá nos produtos da marca Alphaville na cidade e em outros estados, já com previsão de projetos futuros.
Segundo José Eduardo Ferreira, CEO da ITV Urbanismo, a empresa se associou à Alphaville Urbanismo, pois mantém, desde a fundação, a visão de ser referência de mercado com produtos inovadores e adequadas a cada público, visão esta compartilhada pela Alphaville Urbanismo. O primeiro projeto conjunto é o Alphaville Uberlândia 2: "É uma troca de informações entre a Alphaville e nós da ITV. Essa troca de conhecimento vai ser muito importante para as duas empresas, vamos aprender muito com eles e eles vão aprender com a gente.” – declara, José Eduardo.
 
MELLITA INOVA
 
A Melitta, multinacional alemã especializada em café, acaba de lançar suas primeiras cápsulas de café. O produto é compatível apenas às cafeteiras da marca Nespresso. O objetivo da empresa é oferecer novas experiências no consumo de café e expandir sua presença nos lares brasileiros.
Segundo estudo realizado em 2017 pela empresa de pesquisa Euromonitor, o segmento de cápsulas registra, em média, 9% de crescimento anual.
Relacionadas »
Comentários »