14/05/2018 às 16h45min - Atualizada em 14/05/2018 às 16h45min

Antecipando o futuro

TANIA MALAMUD | COLUNISTA
Felipe Calixto, diretor presidente da Sankhya | Foto: Divulgação
 
A Sankhya, empresa uberlandense especializada em gestão empresarial, em conjunto com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV-IBRE), estão desenvolvendo a integração dos dados macroeconômicos ao Business Intelligence (BI), e à assistente virtual da Sankhya, acrônimo para Business Intelligence Analyst (BIA), que utiliza a tecnologia de Inteligência Artificial para auxiliar os gestores a antecipar o futuro e otimizar os processos de negócio.
 
Com a ajuda da assistente virtual, os gestores poderão interagir por voz, acessar informações de toda a gestão do negócio, ter um parâmetro comparativo de mercado, além de comparar o faturamento com o crescimento médio do seu setor e a performance de vendas com o real potencial de clientes de determinada região. É possível ainda estruturar precificação com base na inflação do seu próprio segmento e região. Outro ganho é entender a relação direta que o índice de consumo ou confiança do consumidor tem com a projeção de venda de determinada linha de produto.
 
EXPANDINDO E FATURANDO
 
Fundada há 18 anos na cidade de Uberlândia, a Landix Sistemas, fornecedora de softwares para mobilidade corporativa com metodologias modernas, registrou crescimento anual de 25% e duplicou o faturamento nos últimos três anos.
 
Há dois anos, a organização opera na Tailândia e atualmente tem projetos em execução no Chile e Argentina.  "Nós trabalhamos com alegria e amor pelo que fazemos. Ver o nosso trabalho gerar empregos, os funcionários motivados e satisfeitos, mais desafios chegando por meio das demandas dos clientes, nos fazem correr atrás dos bons resultados e projetar o melhor para a Landix. O mundo está mudando muito rápido, muita coisa está acontecendo, estive no Vale do Silício, recentemente, fazendo o curso da Singularity University e isso abriu muito a minha cabeça. A nossa empresa precisa se reinventar e começar a pensar mais no futuro, ser mais ágil e flexibilizar mais os processos", declara Ana Paula Graboski, CEO da Landix.

Até o final de 2018, a empresa programa projetos verticais para serem executados em toda a América Latina.
 
AMPLIANDO O ATENDIMENTO

Depois de oito anos dedicada aos clientes corporativos na área de remoções e atendimento médico emergencial móvel, na cidade de Uberlândia e todo o Triângulo Mineiro, a Phoenix Emergências Médicas, foca agora as suas atenções aos clientes pessoa física e lança o Viver Bem. O produto presta atendimento médico domiciliar em caso de urgência ou emergência, sem ter a necessidade de o paciente deslocar-se para um serviço de pronto atendimento em hospital. Com isso, a empresa estima crescer 30% na comparação com o ano passado. Além da ampliação de produto, a Phoenix realizou sua mudança de estrutura da organização para outro local, no qual, para isso, desembolsou o valor de R$ 200 mil. Ao longo dos oito anos de atuação, a empresa realizou 2,5 milhões atendimentos.
 
CIDADE SOLAR
 
De acordo com último levantamento da Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica, Uberlândia alcançou a 3ª posição dentre as cidades do Brasil com o maior número de ligações de energia fotovoltaicas (solar), com 460 unidades consumidoras. A cidade só perde em número de sistemas para o Rio de Janeiro, com 823 ligações, e para Campinas (SP), com 609 conexões. 
 
EM EVIDÊNCIA
 
A Martins Comércio e Serviços de Distribuição ficou em segundo lugar no ranking das 30 maiores redes nacionais de distribuição e entrega no Ranking Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores (Abad/) Nielsen, edição 2018 – ano – base 2017. O ranking leva em consideração a contribuição de cada empresa para o faturamento do setor. No ano passado, o Grupo Martins contabilizou R$ 4,954, representando um aumento de 7,9% aos R$ 4,590 bilhões de 2016.
 
VACÂNCIA
 
Recente estudo do Ibope Inteligência apontou que hoje há cerca de 1 milhão de metros quadrados vagos nos 522 shoppings espalhados pelo país. São 12,5 mil lojas desocupadas. Se nenhum novo empreendimento fosse construído ou ampliado, seriam necessários pelo menos quatro anos para que todo o espaço vazio fosse ocupado.
 
PAGANDO PELO CAFEZINHO
 
A Nestlé vai pagar US$ 7,15 bilhões pelos direitos de comercialização dos produtos da rede de cafeterias Starbucks em locais como supermercados e mercearias. O acordo não inclui nenhuma loja e cafeteria ou produtos pronto para beber. Esses itens representaram cerca de 8% da receita total da Starbucks (US$ 2 bilhões) em 2017. Através do alcance e da reputação da Nestlé, esta aliança global de café vai levar a experiência da Starbucks para as casas de milhões de pessoas em todo o mundo.

FIRME E FORTE
 
O Aeroporto de Uberlândia, Ten. Cel. Aviador César Bombonato, completou nesta semana 83 anos de operações. Com capacidade para atender 2,4 milhões de passageiros por ano, o terminal mineiro, administrado pela Infraero desde 1980, recebeu 1,1 milhão de usuários em 2017. O primeiro pouso oficial na pista do então Campo de Aviação de Uberlândia foi realizado em 1935, com um voo da aeronave Waco-26 do Ministério da Aeronáutica. E em 2001 o aeródromo recebeu a denominação atual de Aeroporto de Uberlândia – Ten. Cel. Aviador César Bombonato, em homenagem a um aviador militar, natural de Uberlândia.

CENÁRIO CONTROLADO
 
A GOL Linhas Aéreas Inteligentes, líder do mercado brasileiro, anunciou o resultado consolidado do primeiro trimestre de 2018, com um lucro operacional de R$ 504,3 milhões no período, representando margem operacional de 17,0%. Esse resultado significa um crescimento de 97,4% em relação ao 1T17 e também a maior margem em um trimestre desde 2006. O balanço consolida o momento positivo da companhia, com destaque para a melhoria significativa nos indicadores operacionais, forte crescimento na receita, cenário de custo controlado, expansão das margens e fortalecimento do balanço.
 
LANCHEIRA SAUDÁVEL
 
A Linea, pioneira na introdução da Sucralose no mercado brasileiro, está investindo nos pequenos. A companhia decidiu desenvolver achocolatado líquido, bolinho pronto e chips naturais de frutas - todos sem açúcar. A empresa espera alcançar um faturamento 5 milhões de reais nos primeiros seis meses depois do lançamento, o que representa 3,3% do seu faturamento total.

INDICADORES POSITIVOS
 
A TIM divulgou seus primeiros resultados deste ano.  O destaque é o crescimento de 89,1% do lucro líquido (R$ 250 milhões) na comparação ano contra ano. A expansão da base de valor continua. No trimestre, há incremento de 20,5% dos clientes pós-pagos e 27,4% dos usuários TIM Live.
 
CONTROLANDO E REDUZINDO
 
A Vulcabras Azaleia registrou lucro de R$ 33,4 milhões no primeiro trimestre deste ano, com aumento de 28% sobre o do mesmo período de 2017. Segundo Pedro Bartelle, CEO da companhia, “o lucro obtido no primeiro trimestre se deve principalmente ao controle das despesas operacionais e à redução de despesas financeiras”.
Relacionadas »
Comentários »