30/03/2018 às 15h10min - Atualizada em 30/03/2018 às 15h10min

Atleta da Futel concorre ao Oscar

ALBERTO GOMIDE | COLUNISTA
Foto: Divulgação
O Grupo Tholl (Patrimônio Cultural do Estado do Rio Grande do Sul) foi criado em 1987, em Pelotas (RS), pelo ator João Bachilli, cujo sonho de menino era ser "artista de circo". O Grupo Tholl, conta agora com novo integrante, formado em 2017 pela Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro. É Fernando Henrique Domingues Gonçalves, 26 anos, natural de Uberlândia, ginasta vencedor de várias competições (no pódio com a bandeira de Uberlândia). Fernando Henrique foi atleta da escolinha da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), de 2005 a 2013, e trabalha atualmente no Grupo Troll de Pelotas. “Iniciou seu amor pelo circo aqui mesmo em Uberlândia, no Circo da Vida, onde desenvolvia alguns projetos, em seguida foi artista do Circo Bremer e de lá conseguiu bolsa na Escola Nacional de Circo, e, ao formar, foi contratado pelo renomado Grupo Tholl de Pelotas (RS), onde trabalha e se apresenta atualmente no Brasil e em outros países”, disse a mãe do ginasta, batalhadora pelo futsal feminino em Uberlândia, Juscelina Maria Batista domingues.

Ele foi selecionado, dentre vários outros artistas do mundo, para concorrer ao prêmio do Oscar do Circo, que acontecerá no Anhembi (SP), de 02 a 06 de maio. Outro ex-aluno da ginástica artística da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) que segue carreira fora da cidade visando o profissionalismo, é o ginasta e artista circense, Gabriel Henrique Alves Silva, de 22 anos, que acabou de ser aprovado em um teste no Circo de Soleil, no Rio de Janeiro. Nascido em Uberlândia e com o sonho de integrar a equipe do famoso circo canadense, Gabriel Henrique, treinou na escolinha de ginástica da Futel, entre 2008 e 2012, onde aprendeu fundamentos importantes que contribuíram muito para sua especialização na modalidade parada de mão.

Cruzeiro e Atlético estão de volta

Um dos clubes mais tradicionais de Minas Gerais está de volta ao futsal em 2018. O Cruzeiro retomou as suas atividades na quadra e vai disputar as competições da Federação Mineira de Futsal nesta temporada. A Raposa terá equipes nas categorias sub-09, sub-11 e sub-13. A última vez que o Cruzeiro participou das competições da FMFS em alguma categoria foi em 1992. O mesmo está acontecendo com o Atlético. Tradicional equipe do futsal mineiro, principalmente nos anos 90, o Galo também está de volta ao esporte da bola pesada nessa temporada, depois de selar parceria com a FMFS para participar das competições da categoria sub-13. O clube viveu seu auge nas quadras com o bicampeonato da Liga Futsal e a conquista da Copa Intercontinental no fim dos anos 90. A equipe profissional foi extinta em 2001. Oito anos depois, o Atlético anunciou o encerramento das atividades também na base.
Relacionadas »
Comentários »