05/02/2018 às 19h49min - Atualizada em 05/02/2018 às 19h49min

​Campeão mostra camisa do título

ALBERTO GOMIDE | COLUNISTA
Foto: Divulgação

A cidade de Uberlândia já teve várias equipes de futebol profissional participando de competições estaduais. No entanto, o Uberlândia Esporte Clube, fundado em 1º de novembro de 1922, é o que permanece sempre em atividades. Começou como São Pedro de Uberabinha, passou mais tarde para Uberabinha Sport Clube, e em 1938, nove anos após a cidade ganhar o nome de Uberlândia, o clube também mudou de designação.

Sua maior conquista ao longo dos 96 anos foi o Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão, na época, chamado de Taça de Prata ou Taça CBF, em 1984. Entre outros títulos estão o de campeão do interior em 68, 70, 79, 83 e 87; o de campeão da Divisão de Acesso em 63, 99 e 2015; o torneio-início do Campeonato Mineiro de 83, e a Taça Minas Gerais de 2003.

Listar todos os nomes que fizeram parte desta história de quase um século do UEC é impossível. Mas na história da maior conquista do Verdão, a Taça CBF de 84, está o goleiro Moacir Adolfo Borges Ramos, que completa 65 em maio próximo. Natural de Batatais (SP), veio para Uberlândia em 1981, onde jogou de 81 a 89, com um intervalo de seis meses, quando foi emprestado ao Juventus (SP).

Como jogador profissional, Moacir começou no Catanduvense (SP), passando depois pelo Orlândia (SP), Gama (DF) e Moto Club (MA). Antes, jogou por Flamengo e Fluminense (RJ), categorias de base (juniores), sendo campeão brasileiro com o Fluminense, na hoje denominada de Taça São Paulo. Em 84/85, como campeão da Taça de Prata, disputou também a Taça de Ouro, que hoje representa o Campeonato Brasileiro da Série A. Além de campeão brasileiro, foi também campeão do Campeonato Paulista da Segunda Divisão com o Catanduvense, em 74; campeão brasiliense pelo Gama (DF), em 80, e campeão maranhense com o Moto Club, em 81, vindo em seguida para Uberlândia.

Para Moacir, o futebol lhe deu muitas e duradouras amizades. “Participar dessa história do UEC, e da própria cidade, com um título importante do futebol brasileiro é uma alegria muito grande”, diz o goleiro, que ainda pratica o futebol, como forma de lazer, com grupos de amigos. Moacir tem o filho Juliano Gomes Ramos, 20 anos, que está em Portugal há um ano e meio jogando no Sport Club Senhora da Hora – Cidade do Porto, uma grata revelação no futebol distrital português. Na foto, Moacir mostra a camisa do titulo de 84 da Taça CBF.
 

Futebol Feminino na Copa do Mundo
 
A Seleção Brasileira Feminina de Futebol Sub-20 está classificada para a Copa do Mundo da categoria, que será realizada de 5 a 24 de agosto deste ano na França. O Paraguai ficou com a segunda vaga da Conmebol na competição. As duas seleções se classificaram após vencerem dois jogos cada no quadrangular final, realizado no Equador. O Brasil goleou os dois adversários: 4 a 0 sobre a Colômbia e 5 a 0 sobre a Venezuela. Já o Paraguai venceu a Venezuela por 3 a 1 e a Colômbia por 4 a 2. Na final entre Brasil e Paraguai, uma goleada das brasileiras por 8 a 1, que ficaram com o título do torneio.
Relacionadas »
Comentários »